Há seis meses, o Firefox passou a incluir conteúdo patrocinado na “nova aba”, uma forma não-invasiva de a Mozilla ganhar dinheiro para continuar existindo. Agora, eles estão divulgando uma nova forma de propaganda na nova aba – que desta vez usa seu histórico para trazer recomendações.

O Firefox se orgulha de não rastrear seus usuários, ao contrário de certos navegadores. Só que ele passará a exibir anúncios – chamados Suggested Tiles – com base em suas preferências, o que exige um pouco de rastreamento. Como a Mozilla vai conciliar isso?

Mais uma vez, eles estão sendo bem cuidadosos ao explicar e implementar anúncios no Firefox. Isto é o mais importante:

  • o anunciante não terá acesso ao seu histórico de navegação;
  • as Suggested Tiles não usam cookies nem retêm dados pessoais;
  • desativar as Suggested Tiles requer apenas dois cliques.

Firefox e Suggested Tiles (1) Firefox e Suggested Tiles

Funciona assim: a Mozilla criou um catálogo de sites organizados por categoria (disponível neste link) para deduzir os interesses do usuário. O Firefox analisa sua lista de sites mais frequentemente visitados – não o histórico inteiro – para ver se eles estão neste catálogo.

Por exemplo, se você costuma entrar em codecademy.com e khanacademy.org, o navegador supõe que você se interessa por educação. Daí, ele exibe um bloco patrocinado na nova aba que seja relacionado a educação.

Ou, se minecraft.net e steamcommunity.com estiverem entre os sites mais visitados, o Firefox deduz que você se interessa por jogos, e mostra uma Suggested Tile relacionada ao assunto. “Quando uma dessas URLs aparece na lista do usuário de sites mais frequentemente visitados, nós mostramos o conteúdo”, diz a Mozilla.

Se os sites que você mais visita não estiverem na lista da Mozilla, você não verá anúncios. Você também pode desligá-los completamente clicando na engrenagem e desativando a opção “Incluir sites sugeridos”.

Firefox e Suggested Tiles (2)

Há algumas medidas adicionais para manter sua privacidade: a Mozilla descarta endereços IP no prazo de 7 dias após a coleta; e não obtém outros dados do usuário.

Os anunciantes recebem apenas um relatório agregado com os países em que a propaganda foi exibida, mais o número total de visualizações e de cliques – não há dados individuais.

“Com as Suggested Tiles, queremos mostrar ao mundo que é possível exibir propagandas e recomendações de conteúdo pertinentes ao mesmo tempo que se respeita a privacidade dos usuários, dando-lhes controle sobre seus dados”, diz Darren Herman, executivo da Mozilla.

E ainda temos as Directory Tiles, lançadas no ano passado: quem instala o navegador pela primeira vez recebe sugestões de sites que pagam para serem destacados. Com o tempo, os links patrocinados vão sumindo, substituídos pelo seu histórico.

Por que eles estão preocupados em ganhar dinheiro com anúncios? Como lembra o TechCrunch, eles provavelmente querem continuar a operar de forma independente, mas precisam conseguir recursos a partir do navegador – a parceria com o Yahoo, que durará até o final de 2019, talvez não seja o bastante.

As Suggested Tiles chegarão em breve à versão beta do Firefox, e serão lançadas para todos em algum momento do terceiro trimestre. Inicialmente, os anúncios só aparecerão para quem está nos EUA. [Firefox via TechCrunch]


Foto por Manu Fernandez/AP; imagens por Mozilla