O astronauta russo Sergey Korsakov, que está na Estação Espacial Internacional (ISS) desde março de 2022, capturou uma foto de tirar o fôlego da janela do laboratório orbital. 

O clique, publicado em sua conta do Twitter, mostra cristais de gelo em forma de lua minguante se formando no vidro da ISS. Logo abaixo, é possível ver um pedaço da Terra. Confira: 

No dia seguinte, Korsakov postou outra foto tirada da janela da ISS em seu canal no Telegram, dessa vez, mostrando o padrão de condensação que se manteve após o derretimento do gelo.

O portal IFL Science entrevistou cientistas para entender o que levou à formação de geada no vidro, já que algo do tipo nunca havia sido visto no espaço. 

Para começar, é importante saber que as janelas da ISS são compostas por várias camadas de vidraças. A interna é separada por uma corrente de ar, enquanto a externa possui um grande vácuo. 

Os cristais de gelo parecem estar dentro da vidraça. Pesquisadores sugerem que eles se formaram após o vazamento de ar relativamente úmido de dentro da ISS para a cavidade da janela. O ar extremamente frio teria então congelado as moléculas de H2O. 

O que levou ao formato de lua minguante, no entanto, permanece um mistério. Tom Whale, cientista da Universidade de Warwick, disse acreditar que o círculo seja um reflexo do formato da própria janela e do gradiente de temperatura do vidro — propriedade que altera o quanto o material é capaz de conduzir calor. Porém, não há dados disponíveis que confirmem essa hipótese.