Os ossos de um mamífero gigante em exibição no Museu de História Natural Americana de Nova York são aproximações incríveis de criaturas que já andaram pela Terra — e, em alguns casos, ainda andam. O que é tão incrível quanto eles mesmos? Como esses painéis são montados.

Recentemente nos deparamos com uma coleção de fotos de arquivo raras do museu, datadas do início do século XX. Elas nos deram uma ideia de um mundo meio assustador e, ao mesmo tempo, fascinante. E o mais legal é que apesar de antigas, a maioria das técnicas de preparação de museus mostradas nas imagens não mudou muito desde então.


Um funcionário do museu monta um mastodonte para exibição, usando fios e suportes, abaixo. Ano desconhecido.

35140.tif


Esta foto de uma moldura em forma de elefante de 1934 mostra a primeira etapa na montagem do bicho.

282213.tif


Falando em elefantes, aqui temos uma elefante fêmea tendo sua cabeça anexada em 1926.

311585.tif


Isto é um brontossauro — ou parte dele. A imagem mostra os membros frontais sendo modelados em 1904.

17506.tif


Aqui vemos funcionários do museu mudando o esqueleto de um brontossauro de lugar (embora não esteja claro se é o mesmo brontossauro) em 1938

290403.tif


Mas o que é um brontossauro sem a sua cabeça? Abaixo, funcionários transportam a pesada cabeça do dinossauro.

290404.tif


Abaixo, um modelo de argila de um hipopótamo de 1909. Mais de 100 anos depois, o processo não mudou.

14536.tif


Este é o quadro usado para um modelo de uma baleia azul, em 1906.

31543.tif


E em 1916, funcionários montam um dinossauro com bico de pato.

34798.tif


Em 1927, o museu restaura a mandíbula deste fóssil de tubarão.

319969.tif

Todas as fotos são do Museu Americano de História Natural (©AMNH)