Um rotineiro disparo de teste de um foguete da SpaceX resultou numa grande explosão no Cabo Canaveral, na Flórida (EUA), ontem (1°). O veículo e o carregamento, um satélite de comunicação que o Facebook pretendia usar para oferecer internet gratuita na África, foram destruídos. A poeira começou a abaixar, mas o futuro da SpaceX ainda é um pouco incerto.

• Foguete da SpaceX explodiu na base de lançamento e destruiu um satélite
• Estas filmagens do lançamento e aterrisagem de foguetes da SpaceX mostram tudo de muito perto



A SpaceX estava para lançar no sábado um satélite de comunicações Amos 6 para a Spacecom, de Israel, em um foguete Falcon 9. Infelizmente, o satélite já estava no foguete na hora do disparo de teste.

Jay Shuman, porta-voz da Spacecom, disse que ainda não podia comentar sobre os prejuízos, falar sobre contratos ou quem irá pagar pelo equipamento. Ou seja, é possível que nem a SpaceX, nem a Spacecom tenham que pagar essa conta. “Em geral, há uma indústria de seguros bem dinâmica em torno da indústria de espaço” contou Shuman ao Gizmodo por email.

Um dos contratos da Spacecom era com o Facebook, que pretendia usar o satélite para oferecer internet gratuita na África. Um porta-voz do Facebook disse ao Gizmodo que, mesmo com a perda do satélite, os planos continuam — embora não tenha ficado claro qual satélite irão usar a partir de agora. “Estamos desapontados com a perda”, disse o porta-voz. “Mas continuamos comprometidos com a nossa missão de conectar mais pessoas ao redor do mundo à internet.”

Mark Zuckerberg fez uma declaração semelhante:

Como estou aqui na África, fiquei profundamente desapontado de saber sobre a falha no lançamento da SpaceX que destruiu o satélite que iria oferecer internet para muito empreendedores e todas as outras pessoas do continente. Felizmente, nós desenvolvemos outras tecnologias como a Aquila que também irá conectar as pessoas. Continuamos empenhados na nossa missão de conectar a todos, e continuaremos trabalhando até que todos tenham as oportunidades que esse satélite ofereceria.

No final das contas, a explosão irá impactar em alguns planos da SpaceX. O que irá acontecer com os próximos lançamentos da companhia vai depender muito do estado da plataforma de lançamento depois da explosão.

A plataforma de Cabo Canaveral não é a única da companhia — eles também fazem lançamentos de foguetes Falcon 9 na costa oeste dos EUA. Porém, não é uma questão tão simples. Existem problemas de agendamento, mas além disso há a questão do porquê o foguete explodiu.

A SpaceX planeja lançar um foguete Falcon 9 no dia 19 ou 20 de setembro na Base da Força Aérea de Vandenberg na Califórnia. A data é bem próxima. Como este é o lançamento seguinte ao acidente e por se tratar de um foguete reutilizado, é quase certo que haverá atraso. No total, a companhia tem oito lançamentos para realizar até o final do ano, que ainda não possuem datas especificas.

Ainda não está claro qual será o impacto da explosão nos planos da SpaceX. A empresa ainda não respondeu às nossas perguntas sobre os danos do acidente. A 45th Space Wing, Base da Força Aérea que mantém a estação Cabo Canaveral, está acompanhando os danos.

“Nosso foco nessa manhã era ter certeza que não existia nenhum risco à segurança pública, ter certeza que tudo estava controlado, e agora nós iremos analisar o prejuízo”, disse Teri Spencer, porta-voz da 45th Space Wing, ao Gizmodo. “Por enquanto, é muito cedo para dizer alguma coisa.”

A NASA também está procurando saber se a explosão irá impactar alguns dos seus planos para os próximos lançamentos. “A NASA está avaliando se o incidente irá afetar as missões futuras”, disse Mike Curie, do Kennedy Space Center. “Ainda é muito cedo para saber alguma coisa.”

explosão-spacex-aImagem: Twitter/Talia Landman.

Essa não é a primeira vez que a SpaceX vê um foguete explodindo com o carregamento. No ano passado, a missão CRS-7 explodiu momentos depois do lançamento — destruindo a carga que deveria ser entregada na Estação Espacial Internacional. Quando essa explosão aconteceu, a companhia fez uma investigação no foguete, que resultou na alteração de uma estrutura utilizada no Falcon 9.

Até agora, a SpaceX diz que “houve uma anomalia na base de lançamento, resultando na perda do veículo e de sua carga”.

Até que uma investigação seja realizada para descobrir o que causou o problema, é possível que a companhia decida não fazer novos lançamentos. Isso significa que o futuro da SpaceX será incerto pelos próximos tempos. Não significa que eles sairão de cena. Mas as coisas não serão como o ocorrido de ontem.

Imagem do topo: YouTube/US Launch Report.