A Samsung diz que “voltou ao básico” no Galaxy S5, sem enchê-lo com mil funcionalidades de uso questionável. Mas a empresa não conseguiu se conter, e escondeu nele um recurso descoberto há pouco tempo: o aparelho pode funcionar como uma babá eletrônica.

O “detector de bebê chorando” fica escondido no menu de acessibilidade do S5. O recurso usa os microfones do smartphone para detectar o choro do seu bebê, e envia um alerta vibratório para o seu smartwatch Gear – sim, você precisa ter um deles no pulso.



140327-Galaxy-S5-BabyMonitor-2-horz

Antes de ativar o detector, surge uma mensagem de alerta. Ela avisa que o recurso funciona melhor quando o Galaxy S5 fica a um metro do bebê, de preferência em um cômodo sem ruído de fundo. E claro, você precisa deixar seu celular sempre próximo ao bebê, senão o recurso não funciona.

É um recurso meio maluco, e talvez de utilidade duvidosa. Você receberá notificações de e-mails e ligações no pulso, através do Gear, mas terá que usar o Galaxy S5 para ler e-mail ou fazer algo mais complicado. Então não faz muito sentido deixar o celular no quarto do bebê.

samsung nx mini baby monitor

Felizmente, a função Baby Monitor está presente em um produto da Samsung onde ela faz mais sentido: na câmera NX Mini. Com ela, você pode assistir seu filho dormindo com o app Home Monitor no smartphone. E se o bebê chorar, ela (com Wi-Fi embutido) envia uma notificação ao seu celular. No entanto, a NX Mini e seu celular precisam estar na mesma rede – não dá para sair de casa e deixar seu filho sozinho com a câmera.

O Galaxy S5 chega ao Brasil em abril custando R$ 2.599, enquanto a família Gear custará até R$ 1.299. A câmera NX Mini ainda não tem data para chegar ao país. [SoyaCincau via UberGizmo]

Imagens via Shutterstock/Tommaso LizzulSoyaCincau e Samsung