Até mesmo o Google se vê forçado a cortar de vez em quando. Mas em vez de queimar diesel ou calorias para fazer isso, eles arregimentaram a energia das cabras. Sim, cabras. Do blog deles:

Em vez de usar aqueles barulhentos cortadores que funcionam com combustível fóssil e poluem o ar, nós alugamos umas cabras do Pasto Califórnia para que trabalhassem por nós (não estamos de brincadeira). Um pastor nos trouxe aproximadamente 200 cabras e elas passaram mais ou menos uma semana aqui conosco no Google, comendo a grama e a fertilizando ao mesmo tempo.

 

Logicamente, após a visita das cabras, elas são sacrificadas em massa ao Larry Page e ao Sergey Brin. Dizem que o ritual mantém as engines de busca do Google acuradas e ass bochechas do Brin puerilmente coradas. [Google Blog via TechCrunch e ERIC GAILLARD/AFP/Getty Images]