O Bloomberg divulgou que o Google está pensando na ideia de projetar seus próprios processadores para servidores, usando a tecnologia da ARM.

A reportagem cita uma fonte que diz que o movimento poderia ajudar o Google a gerir melhor a interface entre seu hardware e seu software. Ela também aponta que a medida ameaçaria o domínio que a Intel tem sobre o mercado, já que o Google é seu quinto maior cliente.  No entanto, o Google não afirma nada:

“Nós estamos ativamente engajados na criação da melhor infraestrutura do mundo. Isso inclui tanto a criação de hardware (em todos os níveis) como o desenvolvimento de software.”

Os chips da ARM são muito usados no setor de celulares e produtos mobile, mas ainda não entraram no mercado de servidores. A AMD já anunciou que tem planos de começar a usar a arquitetura da ARM.

O Google já havia expressado algum interesse em chips – em Agosto a empresa se juntou a um grupo que licencia tecnologias usadas em data centers, incluindo chips para servidores. Mas teremos que esperar para ver se o interesse realmente se tornará uma oportunidade de negócios.

[Bloomberg / Imagem via]