Você deve se lembrar que nós não gostamos muito da política de Google+ de não permitir apelidos e pseudônimos. Bem, agora o Google anuncia que eles finalmente abrirão as portas para os anônimos — e entrarão também os Google Apps e páginas de marcas.

Sergey Brin e Vic Gundotra disseram durante o evento All Things D, em Hong Kong, que melhorias nas políticas de seguranças foram a razão para segurar por tanto tempo a entrada dos anônimos — coisas como como lidar com menores de idade etc. Agora que eles sentem que a rede está mais segura e pronta nesse sentido, eles estão trabalhando na implementação de pseudônimos e usuários anônimos. Há muita gente na rede que não quer usar seu nome verdadeiro, e alguns argumentos para isso são bem sólidos e legítimos. Para alguns, a identificação é uma ameaça de segurança enorme (para manter ex-namorados psicóticos à distância etc.), e para outros, eles simplesmente não são conhecidos ou usam seus nomes reais. Eu odeio destruir sua inocência assim, mas o primeiro nome da Lady Gaga não é Lady, e seu último nome também não é Gaga.

Eles também estão trabalhando na integração da rede com os Google Apps. Para aqueles que usam os Apps do Google para trabalho e não gostaram nada de não poderem usá-los no Google+, eis um dia feliz. Se alguém usa uma conta do Google Apps como conta primária de e-mail, não há razão para usar outra conta de Gmail para usar o Plus. Quando as duas novidades chegarem, o Google+ também deve abrir suas portas para que empresas e marcas tenham suas próprias páginas. Nos primeiros dias de Google+, eles deram um pé na bunda nas páginas da Nike e da Coca-Cola, o que foi bem divertido.

Apesar de achar boas as duas primeiras adições, eu fiquei um pouco decepcionado com esse lance das marcas. Pessoas são pessoas, marcas são empresas. Eu não gosto quando tratamos marcas como pessoas, mas acredito que isso era inevitável. O Google é, no fim das contas, uma marca/empresa, e muito dinheiro está envolvido em seus projetos.

Para tentar acalmar os ânimos dos que duvidam se os tais 40 milhões de usuários de Google+ estão realmente usando a rede, Fic Gundotra disse que 3,4 bilhões de fotos já foram colocadas na rede — sim, bilhões. Mas aqui há um detalhe importante: como as fotos são sincronizadas automaticamente quando você se conecta via Wi-Fi, provavelmente muita gente não sabe que está colaborando para esses bilhões de imagens. [All Things D via Techland]