Você se lembra das redes neurais “sonhadoras” do Google, que transformavam imagens de prédios em visões alucinantes? Pois bem, prepare-se para ficar alguns dias sem dormir de novo, pois o Google tornou público o algoritmo capaz de produzir essas imagens – e elas estão pipocando em todos os lugares.

O sistema “Deep Dream” basicamente passa uma imagem por uma camada de neurônios artificiais, pedindo à inteligência artificial que atue em certos aspectos, como nas bordas. Com o tempo, as imagens podem ficar tão distorcidas que elas acabam se transformam em algo completamente diferente, ou apenas em diversos ruídos coloridos.

Agora que o código do sistema está disponível para o público, qualquer pessoa pode carregar uma foto do próprio bebê e vê-lo se transformar em um inseto de outro mundo, ou seja lá o que for. Caso você precise de alguma inspiração, ou desculpa para se enfiar debaixo das cobertas e esperar que o mundo acabe, dê uma olhada na hashtag “DeepDream” na rede social de sua preferência.

Selecionamos algumas para você:

“Esse monstrinho é a metade de uma rosquinha”.

“A Coisa — outro pesadelo #deepdream”

Isso, caso você consiga acreditar, foi baseado na foto de um adorável gatinho.

Mad Max: Estrada da Fúria

“Essa foto de 11 de Setembro é definitivamente a melhor #DeepDream”

Sou só eu ou o Google tem um fetiche por cães?

“Andando na areia”

Ah, olha, essa praia parece estar com catapora. NADA ESQUISITO QUANTO A ISSO.

https://twitter.com/One_30_One/status/616750933016485890

“Antes do #deepdream isso era uma ovelha.”

É oficial: androides sonham mesmo com ovelhas, e elas são assustadoras e têm forma de inseto.

Você pode achar muitas outras imagens de #DeepDream no Facebook, Twitter, Instagram e Google+, ou, caso você seja corajoso o suficiente, criar as suas próprias — para isso, no entanto, é preciso ter acesso a alguns softwares de programação.

[Google via The Guardian]