Depois de meses de vazamentos, finalmente chegou o dia do evento de lançamento da nova linha de smartphones Pixel, do Google. O Pixel 3 e o Pixel 3 XL são os novos modelos.

O mais novo celular do Google adota a tendência do notch na borda superior da tela. E que notch, hein? Ele é bem mais alto do que o de outros modelos na versão XL. O Pixel 3 roda Android 9 Pie, a versão mais recente do sistema operacional. A tela do modelo base é de 5,5 polegadas.

Pixel 3 XL tem um super notch; o irmão menorzinho, não. Crédito: Google

Seu irmão maior, o Pixel 3 XL, de tela de 6,3 polegadas, também foi apresentado hoje pelo Google.

O Pixel 3 XL conta com duas câmeras frontais e apenas uma traseira de 12,2 megapixels. A câmera já vinha sendo um diferencial desde a primeira versão do Pixel, e ela parece estar ainda melhor.

O aparelho usa a tecnologia HDR+, que combina diferentes capturas com exposições variadas para entregar fotos com mais detalhes e mais luminosidade. Também há a tecnologia Top Shot, que ajuda a recuperar momentos que você pode ter perdido por alguns milissegundos ao bater uma foto.

No modo Top Shot, você poderá passar por uma timeline e escolher a melhor cena de um clique

Outros recursos são o Super Res Zoom, que usa inteligência artificial e métodos de astronomia para aproximar fotos sem perder detalhes, e Night Sight, que promete dispensar o uso de flash em condições ruins de luminosidade. A boa notícia é que donos de dispositivos Pixel receberão essa funcionalidade ainda neste ano via update.

Para mostrar o poder do Night Sight, o Google comparou lado a lado uma imagem tirada com o Pixel 3 com uma clicada com o iPhone Xs

Nas câmeras frontais, a novidade é a Group Selfie Cam, que promete capturar uma área de 184% em relação a uma câmera normal.

Sistema de câmeras frontais do novo Pixel promete enquadrar todo mundo na cena

Outro recurso da câmera é o app Playground, exclusivo do Pixel, que usa realidade aumentada para projetar personagens, celebridades e bichinhos fofos usando a câmera. Assim, você pode interagir com super-heróis da Marvel ou com o rapper Childish Gambino, por exemplo.

O Pixel 3 também vem com um novo recurso chamado Screen Call. Ao receber uma chamada enquanto você estiver em uma reunião ou com a família, você toca na opção Screen Call e um sistema robotizado vai tentar obter informações como quem é e o motivo da chamada. Ao obter essas informações, o sistema vai transcrevendo na tela e aí você decide se quer atender ou dar uma resposta inteligente (do tipo “Te ligo mais tarde”). Infelizmente, esse recurso só estará disponível num primeiro momento em inglês e nos Estados Unidos. Também dará para se livrar de ligações indesejadas simplesmente virando a frente do aparelho para baixo.

Outro recurso, também exclusivo para o mercado norte-americano, é que donos do Pixel 3 poderão usar um novo recurso do Assistant, baseado na tecnologia Duplex, para fazer reserva em restaurantes de forma automatizada, por exemplo. A funcionalidade, que foi rapidamente apresentada durante o evento, começará a funcionar ainda neste ano em Nova York, Atlanta, Phoenix e na região da Baía de San Francisco.

O aparelho também ganhou suporte a um novo carregador sem fio, o Pixel Stand. Ele também se torna uma espécie de Google Home quando apoiado, podendo ser controlado pelo Google Assistente.

O Google Pixel 3 vai custar a partir de US$ 799, enquanto o Pixel Stand sai por US$ 79. Alguns países foram listados, mas o Brasil não está entre eles.

Especificações: Pixel 3/Pixel 3 XL
Processador: Qualcomm Snapdragon 845 Octa-Core
Tela 5,5 polegadas Oled/6,3 polegadas Oled
Câmeras: 12 megapixels f/1.8 (traseira) e câmera dupla frontal de 8 megapixels
Sistema Android Pie
Memórias: 64 GB e 128 GB (armazenamento) e 4 GB de RAM
Áudio: dois alto-falantes frontais
Bateria: 2.915 mAh/3.430 mAh (Pixel 3 XL)
Preço: US$ 799 (Pixel 3 com 64 GB) e US$ 899 (Pixel 3 com 128 GB) / US$ 899 (Pixel 3 XL com 64 GB) e US$ 999 (Pixel 3 XL com 128 GB)

Post em desenvolvimento

Imagem do topo: Andrew Liszewski