Os maiores bancos brasileiros – Itaú, Bradesco e Santander – não aceitam mais pagamentos em real feitos no exterior. E quem compra apps no Google Play ou Windows Phone Store sentiu as consequências: em alguns casos, a transação é rejeitada pelo banco. Felizmente, o Google já respondeu à mudança. Infelizmente, isso deixou alguns apps mais caros.

Como a transação é feita no exterior, ela pode ser convertida para dólar – e você pode pagar a variação cambial. Além disso, há necessariamente a cobrança de IOF (6,38%). Os bancos mudaram de prática após receberem diversas reclamações de clientes.

É bom ter em mente que você poderá usar seu cartão de crédito internacional para compras no exterior – desde que a transação não seja em reais. Dólares, euros, rublos etc. continuam liberados, é claro.

Alguns bancos, como Caixa e Banco do Brasil, ainda aceitam pagamentos no exterior em reais. No entanto, a mudança na Play Store afeta clientes de todos os bancos. Em aviso aos desenvolvedores, o Google diz:

Devido a recentes mudanças na forma de processamento de alguns cartões de crédito brasileiros, o Google Play não pode mais realizar transações em Reais. Durante os próximos dias, os preços de apps e jogos começarão a voltar para o preço e moeda padrões.

Há um aviso semelhante na ajuda do Google Play. Ou seja, os apps serão vendidos em dólar, euro, libra ou qualquer outra moeda – exceto o real. A mudança também vale para livros e filmes.

Vale notar que a loja continua a mostrar preços em reais. No entanto, trata-se apenas de uma conversão automática: na hora de pagar, o Google Play exibe o preço de verdade (em outra moeda).

play store preco reais

No entanto, isso fez alguns apps ficarem mais caros. Tome por exemplo alguns jogos da Gameloft, por exemplo: antes, títulos como Batman e Homem-Aranha custavam R$ 7,99. Agora eles custam US$ 6,99 (ou cerca de R$ 15).

O Google explica, na ajuda aos desenvolvedores, que é possível vender apps a preços diferentes em cada país – então é possível que os preços voltem a baixar. A Gameloft diz ao Gizmodo Brasil que “a precificação dos jogos não é definida localmente”, e dará mais detalhes em breve; atualizaremos o post com a resposta.

Outros apps, por sua vez, ficaram mais baratos. Monsters, Inc. Run custava R$ 4,50 e agora sai por R$ 4,39 (US$ 1,99). Worms 2: Armageddon custava R$ 9,99 e agora está disponível por R$ 8,48 (£ 2,39).

Livros e filmes continuam com os preços de sempre, porém são cobrados em dólar. Por exemplo, ao alugar um filme por R$ 3,90, você será cobrado US$ 1,77. Ao comprar um livro por R$ 13,90, você será cobrado US$ 6,31. Como sempre, estes valores não incluem o IOF.

play store preco reais 2

Windows Phone e iOS

Na Windows Phone Store, os preços são sempre exibidos em reais, mas a cobrança não é nacional. Por isso, alguns bancos já estão rejeitando transações feitas na loja. A Microsoft diz ao Gizmodo Brasil que ainda busca uma alternativa.

A iTunes Store, da Apple, não é afetada pela nova prática dos bancos. Como ela sempre cobrou em dólares por apps, filmes e músicas, você pode continuar usando cartão de crédito internacional com seu iPhone, iPad, iPod Touch ou Mac.

Amazon e PayPal

Lojas como a Amazon.com oferecem a opção de pagar sua compra em reais – trata-se do Currency Converter. No entanto, a cobrança é feita no exterior, e pode não ser aceita pelo banco. A Amazon avisa ao Gizmodo Brasil que este recurso foi desativado para clientes brasileiros:

Nós continuamos a atender nossos clientes brasileiros que compram na Amazon.com. Em razão das novas práticas dos bancos brasileiros, desativamos o conversor de moedas Currency Converter para reais, portanto nossa recomendação é que os consumidores efetuem suas compras em dólar e estejam atentos de que a compra pode estar sujeita a impostos e outras taxas.

Vale lembrar que, como de costume, você ainda pode pagar em dólares. Além disso, a Amazon.com.br não é afetada pela medida, pois vende e-books através de sua subsidiária no Brasil.

O PayPal, por sua vez, avisa que “as compras poderão ser negadas pelo banco” se você fizer pagamentos em real no exterior, ou em uma loja estrangeira. Nesse caso, o PayPal recomenda pagar com um cartão que “não seja emitido pelo Itaú, Bradesco ou Santander”. Em outros casos, não há problema. Mais detalhes aqui.

Por um lado, a nova prática dos bancos é benéfica, já que você não terá surpresas na fatura do cartão. Por outro lado, a medida foi tomada de forma unilateral, e fez as lojas online se apressarem para se adaptar – e até prejudicando alguns clientes. Você foi um deles?

Valeu, Tsuharesu Luciel!