O Google vem trabalhando há algum tempo em um smartphone modular, no qual você pode acrescentar componentes para deixá-lo do jeito que quiser. Tirar esse projeto do papel é compreensivelmente difícil e requer o apoio de fabricantes. Então, a equipe do Projeto Ara anunciou uma parceria com a Rockchip, uma fabricante chinesa de sistemas-em-um-chip.

>>> Por que o exército americano está apostando no smartphone modular do Google

A empresa é conhecida por fazer processadores baratos – presentes em vários tablets básicos vendidos no Brasil – e entrou em uma parceria com a Intel em maio para levar a arquitetura Atom (com modem 3G integrado) a tablets Android de entrada.

No entanto, para as necessidades do Google e do Projeto Ara, o SoC da Rockchip terá que funcionar em um ambiente modular: ou seja, o chip irá atuar mais como um processador especializado para certas aplicações, em vez de ser a parte central do dispositivo.

Paul Eremenko, chefe de Projeto Ara, descreve como será a futura contribuição da Rockchip em um post no Google+:

Em outras novidades sobre o Ara, nós começamos um esforço com a Rockchip para criar um SoC móvel com interface UniPro nativa e de uso geral, para que ele possa funcionar como um processador de aplicações em um módulo Ara sem a necessidade de um chip ponte (bridge).

Vemos este processador Rockchip como um pioneiro para a nossa visão de uma arquitetura modular, na qual o processador é um nó em uma rede com interface única e universal – que não precisa servir também como o hub de rede para todos os periféricos do dispositivo móvel. Nós esperamos demonstrar o processador Rockchip UniPro em nossa terceira iteração de design, com um protótipo previsto no início de 2015.

Antes, Eremenko disse que o Projeto Ara chegaria ao mercado em janeiro de 2015, custando a partir de US$ 50. Agora diz que, no início do ano que vem, ele ainda estará na fase de protótipo.

É mais um sinal de que o lançamento deve atrasar: em junho, vimos o primeiro protótipo Spiral 1 se esforçando para fazer boot. E na semana passada, um porta-voz do Google disse ao Gizmodo: “estamos trabalhando para fazer um lançamento limitado no mercado em 2015” – não necessariamente no início do ano.

Talvez a equipe tenha sido ambiciosa demais com os prazos, mas com tudo o que vimos do Projeto Ara até então, parece que vale a pena esperar. [Google ATAP via 9to5Google]