O Google apresentou há alguns meses o Wallet, um sensacional serviço que pretende unificar pagamentos no celular, cupons e ofertas com geolocalização. Mas para ele decolar, é necessário que mais pessoas o experimentem. Há uma receita fácil para evitar que isso aconteça: tirá-lo do seu principal produto, o ótimo Galaxy Nexus. A Verizon, operadora americana que deve lançar o badalado primeiro aparelho com Ice Cream Sandwich nos próximos dias, pediu para que a funcionalidade fosse bloqueada no smartphone. E o Google cedeu. (UPDATE)

A Verizon, vale lembrar, talvez seja a maior responsável pela popularidade do Android hoje nos EUA, com a agressiva campanha de marketing dos seus “Droids” (inicialmente o nosso Milestone). Então ela é uma parceira preciosa. Mas é óbvio que, como tudo que envolve o Google, a operadora que será considerada a grande vilã no caso. E talvez ela tenha forçado a barra para tirar a função sim, já que tem um serviço concorrente no forno, o ISIS (em parceria com AT&T e a T-Mobile). Para piorar a infâmia, a Verizon também conseguiu, ao que tudo indica, colocar um monte de bloatware na versão americana do Galaxy Nexus.

É claro que um “simples root” ou a compra do aparelho desbloqueado evitarão essas dores-de-cabeça, mas isso está longe da realidade do consumidor comum nos EUA. Lá, a repercussão da notícia começou como qualquer coisa ruim relacionada ao Android: parece que nenhum dos problemas relacionados ao sistema operacional do Google é culpa dele – sempre são operadoras, fabricantes, ou cortes de justiça pelo mundo os vilões. Mas hey, o Nexus é O aparelho do Google, o que deveria ser a experiência pura. E agora ele vai para a maior operadora do maior mercado capado de uma funcionalidade que pode ser importantíssima para os planos futuros do Google – sim, nós achamos que o Wallet é o futuro do dinheiro. Não dava pra dizer “não”?

UPDATE: A Verizon soltou uma declaração oficial sobre o imbróglio depois de o 9to5Google revelar o problema:

“Notícias recentes de que a Verizon está bloqueando o Google Wallet nos nossos aparelhos é falsa. A Verizon não bloqueia apps.

O Google Wallet é diferente de outros serviços de comércio mobile amplamente disponíveis. O Google Wallet não acessa simplesmente o sistema operacional e o hardware dos nossos telefones como milhares de outras aplicações. Ao invés disso, para funcionar como arquitetado pelo Google, o Google Wallet precisa ser integrado com um elemento de hardware novo e proprietário nos nossos telefones.

Nós continuamos a discussão comercial com o Google sobre o assunto.

Ao que parece, o Wallet não estará mesmo disponível para o Galaxy Nexus da Verizon. Mas ela coloca a culpa em um misterioso “elemento de hardware proprietário”. Leia-se NFC. Repare como a operadora chama o Nexus de “nosso” telefone. E que a discussão “comercial” com o Google ainda não acabou. A relação não parece estar muito boa.