A realidade virtual está na moda (de novo). Com o sucesso do Oculus Rift, não demorou muito para outras empresas apostarem na tecnologia – a Sony com o Project Morpheus por exemplo. E há algum tempo ouvimos boatos de uma aposta da Samsung na área. Ela foi confirmada hoje: é o Samsung Gear VR, feito em parceria com a Oculus VR.

O Gear VR é, de certa forma, um acessório para o Note 4. Isso porque ele depende do phablet recém-anunciado pela Samsung para funcionar – o dispositivo age como o cérebro do aparelho de realidade virtual, se aproveitando da belíssima tela com resolução de 2560×1440 – superior inclusive à do Oculus Rift Full HD que testamos há alguns meses.

Gizmodo

Infelizmente não há como mostrar em imagens como é a experiência de usar um aparelho desses, mas é realmente algo impressionante. Participei de uma demonstração baseada no filme Círculo de Fogo. Eu estava na pele de um dos Jaegers, os robôs gigantes criados para salvar a humanidade da ameaça alienígena. Demorei um tempo para perceber que não era uma demonstração interativa – eu apenas podia ver tudo o que acontecia ao redor na perspectiva de um dos personagens, então por alguns segundos fiquei balançando meus braços como um idiota pensando que aquilo faria meu personagem se mover. Não deu certo, mas toda a riqueza do cenário podia ser apreciada em 360 graus. À minha direita estava um companheiro que também se preparava para atacar os malditos alienígenas. Mas eles foram mais rápidos e nos atacaram – pude ver bem perto de mim toda a destruição causada por um ataque de um monstro. Foi uma experiência curta, mas bastante imersiva. Não era a única disponível na demonstração da Samsung, mas foi a única que consegui participar.

Gizmodo

De qualquer forma, a tecnologia usada no Gear VR é bastante convincente, e tão animadora quanto o Oculus VR se mostrou até o momento. Me senti como se participasse do filme – pude observar as coisas como nunca fiz antes em outro filme. Vi tudo duas vezes, e a cada momento encontrava um detalhe diferente no cenário.

O Gear VR pode ser controlado por alguns botões laterais – um touchpad, botões de volume e um botão voltar, mais especificamente – ou por controles Bluetooth para o Note 4, no caso de jogos. E o headset é bem confortável. Há alguns poréns – não é possível carregar o Note 4 quando ele está preso ao Gear VR, o que pode ser ruim em caso de jogos muito pesados que acabam consumindo muito da bateria do smartphone.

Gizmodo

O Gear VR será lançado em algum momento de 2014, mas ainda não há precisão em relação à data e muito menos ao preço. O fato dele funcionar exclusivamente com o Note 4 é um pouco desanimador, o que fará com que ele seja mais um acessório do smartphone do que qualquer outra coisa. Mas a realidade virtual ainda está engatinhando – o Gear VR é mais um exemplo de que é possível sim oferecer uma experiência imersiva com qualidade. Vamos torcer para que esse primeiro modelo sirva mais como um teste, e suas versões futuras sejam compatíveis com uma variedade maior de aparelhos.

Gizmodo

O Gizmodo Brasil viajou para Berlim a convite da Samsung