Nós gostamos do HTC Evo 3D, mas nem todo mundo quer ficar pagando mais pelo tal efeito tridimensional. O ideal então é esperar o Sensation, o novo smartphone topo de linha da HTC. Com design feito em uma única peça de alumínio, ele também um dos aparelhos mais finos da HTC, com 11,54mm.

A principal novidade aqui é um processador dual core — um MSM 8260 de 1.2GHz. Isso significa que ele é capaz de filmar em 1080p e consegue lidar com multitarefa sem sofrimento. A memória RAM é de 768MB — a mesma da última leva de aparelhos da empresa, como o Desire S e o Incredible S.



[viddler http://www.viddler.com/simple/af0901c2/]

Ele tem o mesmo número de polegadas de tela do Desire HD — 4,3 — mas a parte inferior é menor e a moldura é mais fina. A traseira também foi modificada. A tela tem formato de 16:9 e resolução de 540 x 960 pixels; uma resolução boa para ver os efeitos bacanas em 3D que o Sense 3.0 adiciona, os mesmo do tablet Flyer. Ele é o primeiro aparelho a ter um contorno de vidro na tela — algo que aumenta sua resistência, segundo a HTC.

Outra novidade é que o Sense 3.0 adicionou um novo sistema de trava de tela, levemente retirado da linha de aparelhos da INQ Mobile — é possível abrir um aplicativo baixado pela tela de bloqueio, e dependendo do que você colocar no “papel de parede” da tela travada, é possível escolher e-mail, atualização de status ou até tirar uma foto com um só movimento. Salva uns bons minutos de uso no fim das contas, e será bem prático naquele momento rápido que uma foto precisa ser tirada.

Com todas essas habilidades devoradoras de bateria — telas de bloqueio novas, detalhes em 3D — é importante saber sobre a duração dela. Trata-se de um modelo com 1520mAh, que é maior do que os modelos anteriores. A HTC ainda jura que o processador dual core sabe lidar muito bem com a bateria e não te deixará na mão às quatro da tarde.

Na parte das votos, a câmera de 8MP foi bem atualizada, e tirar uma foto requer ficou bem mais rápido. Não é tão rápido quanto o app de câmera do iPhone 4, mas é bem melhor do que os modelos antigos da HTC. Assim como no iPhone 4, os vídeos em 1080p podem ser editados antes de serem subidos, e há agora autofoco na parte de gravação. Na frente, uma câmera frontal com resolução VGA.

Mas calma, as similaridades entre o Sensation e o tablet Flyer não terminaram. O smartphone também terá a possibilidade de aluguel e compra de filmes por meio da loja de vídeos da empresa, a HTC Watch.

Como os usuários provavelmente vão torrar os 4GB de espaço interno do aparelho baixando filmes, a HTC já incluiu um microSD de 8GB no pacote.

O aparelho começa a ser vendido em maio e junho pelo mundo — mas não espere ele no Brasil tão rapidamente, claro — e deverá ficar na faixa de preço dos outros aparelhos topo de linha da empresa, ou seja, 200 dólares em um plano de dois anos.