O novo iOS 6 já está disponível para desenvolvedores, e pudemos colocar nossas mãos nele para um tour rápido no iPhone. Confira as novidades.

Nota: nós só testamos a versão para iPhone do iOS 6, que não tem alguns extras presentes na versão para iPad.

Siri melhorada



A Siri agora fornece placares de esportes, horários de cinema, avaliações de restaurantes, e permite até reservar uma mesa. Agora sim, temos uma Siri que a Zooey Deschanel pode amar. Só que ela continua tropeçando em algumas palavras (ela acha que eu falo Síria, em vez de Siri) e exige que você fale mais claramente que para um humano adulto. E, claro, ainda não tem suporte a português.

 

 

 

 

 

 

 

Doce rejeição

Ficou mais fácil evitar pessoas em geral com o iOS 6. Você pode ignorar uma ligação e colocar um lembrete para retorná-la depois, ou enviar uma mensagem pré-programada “nossa cara tô ocupado” enquanto você rejeita a ligação. É só deslizar o dedo quando vier a chamada, escolher seu método – lembrete para você, ou SMS para a outra pessoa – e com alguns toques você conseguiu driblar uma ligação. Se você quiser, pode criar mensagens de texto personalizadas, com todo tipo de desculpa pra não atender agora. É ótimo.

Facebook

Talvez o melhor acréscimo, e o que mais demorou. (Quase) todo mundo usa o Facebook, então quanto mais fundo ele estiver na alma do iOS 6, melhor.

Agora, assim como o Twitter, você pode linkar diretamente sua conta do Facebook com o iOS, permitindo que seu celular converse diretamente com o enorme cérebro criado por Mark Zuckerberg. Você pode postar fotos do seu álbum direto no Facebook, atualizar seu status a partir da central de notificações, e sincronizar sua lista de contatos com os perfis no Facebook de cada um.

É muito bom, e entra bastante no território do Windows Phone – que se integra a redes sociais sem qualquer app. Queremos ver mais disto.

 

 

 

Novo Mapas

A Apple tirou o Google dos seus mapas, e fez um próprio. Como ele é? Mais ou menos.

  • Gráficos vetoriais vs. bitmap

Os novos mapas não são mais baseados em bitmap. Diga adeus ao carregamento lento e horrível em tiles. Agora os mapas são baseados em vetores, o que significa um tempo mais rápido de carregamento. O app ainda precisa ir carregando setores do mapa, só que tudo foi bem mais rápido em nossa experiência hands-on – e mais fluido, com melhor qualidade de imagem.

  • Navegação curva a curva

Enfim, os mapas do iOS têm navegação curva-a-curva, assim como todo app de GPS para carro. Ele funciona bem e a interface é ótima. Nós o testamos ouvindo as instruções da Siri e vendo a perspectiva em 3D, com sinais claros do que fazer a seguir – virar à esquerda na próxima rua, por exemplo.

  • Informações sobre estabelecimentos

Agora todo local no Mapas inclui um cartão com tudo o que você precisa saber sobre um estabelecimento. Se for um restaurante, ele mostra resenhas e notas, além de fotos.

  • Integração com Siri

A Siri está completamente integrada aos Mapas. Você pode pedir por direções com sua voz, e ela guia você. Se perguntar “Já chegamos?”, ela responde com o tempo estimado de chegada. E fala pra você se acalmar.

É tudo bem empolgante, e tudo funciona mais rápido que a solução anterior com o Google Maps. Mas e os mapas 3D? Não deu para ver em nenhum lugar de Nova York. Uma pena. Também sentimos bastante falta do Street View, assim como das instruções para transporte público.

App de música redesenhado

O app de música também recebeu uma atualização, deixando para trás o visual de iPod e se assemelhando mais à estética do OS X. Dito isto, as únicas mudanças aqui parecem ser cosméticas, já que o desempenho é exatamente o mesmo.

 

 

E o restante…

A lista VIP de e-mails funciona como prometido. A Reading List do Safari só requer alguns toques para ativar leitura offline, e o FaceTime via 3G funcionou bem na AT&T – a diferença entre internet móvel e Wi-Fi foi bem pequena.

O iOS 6 parece bastante fluido e robusto por todos os lados – e ele ainda é beta. Houve alguns travamentos inexplicáveis, mas quase toda função entregou o esperado, e podemos dizer com confiança que o iOS 6 deixa o iPhone mais útil para acompanhar você. Não é essa a ideia principal? Sim, é. Estamos ansiosos para ver o que desenvolvedores – e a Apple – vão fazer com ele.

 

 

 

 

Vídeo: