Diga olá para o novo smartphone potente de 5,5 polegadas da Apple, o iPhone 6 Plus. É o maior smartphone criado pela empresa da maçã de Cupertino, e colocamos nossas pequenas mãos rapidamente em seu enorme corpo.

Em comparação com qualquer outro iPhone que já segurei, esse aparelho é ENORME! E incrivelmente fino, sólido, mas quase não cabe direito na minha mão. Veja como meus dedos sofrem para segurar o novo iPhone na imagem abaixo. Em combinação com suas bordas metálicas, agora arredondadas como em um iPod touch ou iPad mini em vez de ser chanfrado, eu sinceramente temi derrubar o dispositivo gigante aqui no evento de lançamento da Apple. (não é o momento ideal de testar o “vidro fortalecido por íons”). Ainda assim, o iPhone 6 Plus é surpreendentemente leve com seus 172 gramas para algo que foi claramente muito bem desenvolvido. Acredito que ele consiga sobreviver a algumas quedas.

LEIA MAIS: iPhone 6 Plus: os principais detalhes sobre o smartphone grandão da Apple

Gizmodo

Felizmente, o iPhone 6 Plus também é o primeiro iPhone a abraçar o modo paisagem, então você não precisa segurá-lo com apenas uma mão. Quando soltei rapidamente minha câmera e coloquei minha outra mão no dispositivo, senti que ele ficou consideravelmente mais confortável: como se fosse um tablet em miniatura. Melhor ainda, esse phablet enfim leva o teclado virtual da Apple para o modo paisagem, e no fim das contas 5,5 polegadas e 7,1 mm de espessura são o suficiente para seus dedos acertarem todas as teclas com as duas mãos.

Gizmodo

Mas se você realmente quiser usá-lo com apenas uma mão, a Apple chegou a uma solução esperta para isso. Toque duas vezes o sensor Touch ID (não aperte, aprendi isso da pior forma possível) a partir de LITERALMENTE QUALQUER parte da interface do iPhone, incluindo a tela inicial, e tudo na metade superior da tela do smartphone vai encolher e se posicionar em uma área facilmente acessível pelo seu dedão. Não temos um vídeo para vocês (ainda), mas eis como é o antes:

Gizmodo

E o depois:

Gizmodo

Ainda assim, digo que prefiro a pegada do iPhone 6. Após segurar o 6 Plus, o iPhone 6 de 4,7 polegadas parece muito mais… normal nas minhas mãos. Dito isso, meu smartphone é um Moto X de 4,7 polegadas, então vale a pena considerar a familiaridade com o tamanho.

Com uma tela 1080p, que é meio que o padrão para smartphones high-end atualmente, o iPhone 6 Plus não consegue competir com o mais recente aparelho da Samsung no departamento, mas precisei dar zoom com minha câmera até perceber que me importo com isso. Se você não vai posicionar a tela a alguns centímetros dos seus olhos – como fará ao usar o Galaxy Note 4 com o Gear VR – aposto que isso não será um problema.

Eis uma foto (um pouco escura) tirada com lente macro:

Gizmodo

Em relação à câmera, não pudemos fazer nenhum desde real dentro do evento da Apple, muito menos comparar com concorrentes (que no geral possuem as mesmas funções), mas estava bem claro que estávamos diante de uma câmera bem potente. Apontá-la pela sala e acompanhar o visor realizar processamento HDR em tempo real foi bem impressionante.

As amostras de imagens, panorama e vídeos da Apple eram tão ridiculamente bonitas que não acreditei no que via, então reservo julgamento final para quando puder viajar para lugares exóticos e testar por conta própria. Mas gravei um vídeo rápido com as mãos balançando (intencionalmente) e consegui ver a estabilização óptica de imagem reduzir um pouco a tremedeira.

Gizmodo

Seja lá qual for a capacidade da nova câmera, no entanto, você paga um preço por isso: a lente opticamente estabilizada claramente se destaca na traseira do iPhone 6 Plus.

Gizmodo

Eis o Apple Play:

Gizmodo

Eis uma foto com os smartphones irmãos da Apple, para comparação:

Gizmodo

E isso é tudo o que conseguimos antes da Apple encerrar o evento.