A exemplo da Samsung que apresentou um tablet híbrido que se acopla a um teclado, a HP está fazendo o mesmo com o Envy X2 de 11,6″. E exatamente como o modelo Série 5 da Samsung, o Envy X2 virá completo com um processador Atom Z2760 dual-core, 2 GB de RAM e 64 GB de espaço em disco. Mas o que mais impressiona é o quão natural ele parece, seja como notebook, seja como tablet.



Não dá para dizer que o Envy X2 seja a criatura mais bela do mundo quando está acoplado. E a tela de 11,6″ talvez seja um pouco exagerada quando usado como um tablet. Mas no curto tempo passado com a máquina, ficou a impressão de que pouco foi sacrificado em ambas as categorias. A HP provavelmente poderia ter despachado ele e escondido as suas falhas atrás das vantagens em “versatilidade” que ele oferece, mas o tablet não só é leve e fino (680g como tablet, 1,4kg como notebook); ele é robusto e responsivo. E quando está colado ao teclado, ele não é muito maior do que um ultrabook mediano.

Tablet ou ultrabook? Ambos.

Como tablet, ele tem uma câmera traseira de 8 MP e ótimos ângulos de visão para a tela graças ao painel IPS. Como notebook, ele tem todas as portas que um notebook de tamanho similar teria. E por rodar a nova geração de processadores Atom da Intel, o Envy X2 roda apps Metro e a área de trabalho clássica do Windows. Os 2 GB de RAM pode ser uma preocupação em relação à multitarefa na área de trabalho clássica, mas nos pareceu ok para um uso mais simples. A HP ainda não definiu o preço do Envy X2, mas espero vê-lo nas lojas por volta da época de lançamento do Windows 8. [HP]

Meio feinho fechado, o Envy X2.