Em setembro, a nave comercial SpaceX Dragon decolou carregando algo nunca levado ao espaço: uma impressora 3D. Esta semana, ela chegou à Estação Espacial Internacional, sendo a primeira máquina capaz de criar objetos em órbita – um enorme avanço para a exploração espacial.

>>> Vídeo: é assim que a NASA imprimirá coisas em 3D no espaço

A ideia de fabricar coisas no espaço é praticamente tão antiga quanto a própria ideia de viagens espaciais. No entanto, levar objetos para fora do planeta consome uma quantidade notável de combustível – o custo é exorbitante até mesmo para componentes pequenos.

Por isso, uma máquina que pode fabricar ferramentas, peças e até mesmo estruturas em órbita é muito atraente. Mas esta não é uma impressora 3D comum: foram anos para se desenvolver uma máquina que passasse pelas rigorosas inspeções de segurança da NASA, e que funcionasse em gravidade zero.

Impressora 3D no espaço (3)

Feita do zero

Brad Kohlenberg, engenheiro da Made In Space – a empresa que construiu esta impressora 3D a partir do zero – explica por e-mail como fazer um dispositivo que funciona no espaço sem ter que ir para lá:

O processo de impressão em si é muito semelhante à extrusão de plástico usada em impressoras 3D na Terra. Mas os ajustes necessários para fazer a impressora funcionar, tanto em microgravidade como a bordo do sistema de circuito fechado da ISS, exigiu criar uma nova impressora a partir do zero.

A NASA contratou a Made In Space em 2010 para fazer a impressora, e a empresa passou milhares de horas testando tecnologias de impressão para, no fim, construir sua própria máquina. Ela foi testada em centenas de voos de teste num Boeing 727 modificado da NASA, que simula gravidade zero usando rotas de voo parabólico.

O peso sempre foi um problema, mas Kohlenberg diz que “as exigências da NASA para este experimento não precisaram de qualquer redução adicional de massa no nosso projeto inicial”.

Impressora 3D no espaço (2)

O que vamos imprimir no espaço?

Agora que a impressora chegou à ISS, ela foi colocada em algo chamado de Porta-Luvas Científico em Microgravidade: um local onde experimentos podem ser realizados em ambiente de microgravidade. Lá, a máquina irá imprimir objetos usando plástico ABS – o mesmo material presente em impressoras comuns da MakerBot, por exemplo.

A equipe da Made In Space poderá operar a impressora remotamente a partir da Terra, e os objetos impressos serão simples, incluindo ferramentas e “cupons de teste” – objetos para analisar a fadiga mecânica da máquina. Kohlenberg explica que isso serve para demonstrar “que o processo funciona da mesma na ISS como aqui em nosso laboratório”.

Impressora 3D no espaço

Esses cupons de teste pegarão uma carona de volta para a Terra na SpaceX Dragon, único serviço de transporte capaz de trazer carga da ISS. Eles ajudarão a Made In Space a completar sua próxima versão da impressora, que será lançada em órbita no ano que vem.

“É um marco para a humanidade”, diz Aaron Kemmer, CEO da Made In Space, em um comunicado à imprensa. “Pela primeira vez na história da nossa espécie, nós vamos fabricar ferramentas e hardware longe da Terra.” Projetos como este são um vislumbre dos enormes avanços que a impressão 3D pode trazer. [NASA]

Fotos por Made in Space e NASA