Parece que o Facebook não lida bem com a concorrência. Em novembro, descobriu-se que o WhatsApp estava interferindo em links para o serviço de mensagens Telegram. Agora, o Instagram está bloqueando links para perfis do Telegram e Snapchat.

A mudança foi confirmada ao TechCrunch por um porta-voz, que diz: “Nós removemos a capacidade de incluir links ‘me adicione’ em perfis do Instagram. Poucos usavam isto, e nossa plataforma não se destina a ser utilizada assim. Outros tipos de links ainda são permitidos”.

Ou seja, você pode colocar o link telegram.me no seu perfil, mas nem pense em digitar telegram.me/nomedeusuario, ou você verá a seguinte mensagem:

instagram bloqueio telegram

O mesmo acontece com o Snapchat, cujo recurso de links “me adicione” foi lançado em janeiro:

instagram bloqueio snapchat

É a mesma coisa: “snapchat.com” não é bloqueado, só links para perfis. (O Snapchat se recusou a ser comprado pelo Facebook em 2013; desde então, a rede social vem criando clones do app e implementando seus recursos no Messenger.)

Só que o Instagram não está bloqueando links ‘me adicione’ de toda rede social. Se você colocar um perfil do Twitter, por exemplo, a mensagem de erro não aparece.

instagram bloqueio twitter

Pavel Durov, fundador do Telegram, fez o teste com outras redes sociais, e também não encontrou a mensagem de erro com links do YouTube, LinkedIn, VK, Periscope e (claro) do próprio Facebook.

No Instagram, você pode até postar links diretamente nas fotos, mas eles não serão clicáveis – isso só acontece com os links da bio.

Em novembro, outra propriedade do Facebook – no caso, o WhatsApp – decidiu interferir em links para o Telegram. A mensagem é enviada, mas apenas como texto normal, em vez de ser clicável. Isso acontece até hoje no Android, onde estão a maioria dos usuários do serviço.

whatsapp bloqueio telegram

Como nota o desenvolvedor Jernej Virag, o código-fonte do app mira especificamente nos links do Telegram:

O WhatsApp nunca explicou porque está fazendo isso, mas é um alerta: se você está na internet do Facebook, terá que seguir as regras da rede social. Eles já têm 1,59 bilhão de usuários; o WhatsApp passou de 1 bilhão; e o Instagram tem mais de 400 milhões.

[TechCrunch via Olhar Digital]

Foto por Ross Dettman/AP