Há um bom tempo, o desenvolvedor Marco Arment diz que não vê sentido em levar seu conhecido app Instapaper para o Android, porque poucos usuários estariam dispostos a pagar por ele. Hoje, o app oficial do Instapaper – até então exclusivo para iOS – chega ao Google Play por US$2,99. O que mudou, Marco?

Em entrevista ao The Verge, ele diz que o Instapaper – que guarda links e formata textos para leitura posterior – se tornou um app pensado para tablets: 50% dos usuários estão no iPad, apesar de haver mais iPhones no mercado. E Arment ficou impressionado com o sucesso dos tablets com Android. Não, não os concorrentes do iPad: ele menciona apenas o Kindle Fire e o Nook. Tanto que o app está disponível no Google Play, mas logo chega à Amazon Appstore e Nook Store.

Bem, talvez este não seja o único motivo: Marco pode estar entrando em outra plataforma devido à concorrência no iOS, que lançou apps semelhantes ao Instapaper – só que de graça. Readability e Pocket (antigo Read It Later) estão disponíveis para iOS e Android sem cobrar um centavo. O Instapaper para iOS, no entanto, custa US$4,99.

No Android, o Instapaper é mais barato: US$2,99. Mas ele ainda é uma versão 1.0: isso significa que várias funções presentes na versão para iOS ainda não chegaram ao Android, como ler em tela cheia ou usar a busca.

Espera, mas já não havia um app do Instapaper no Android? Sim, o Papermill, criado em resposta a um desafio do próprio Arment. Em vez de apoiar o app, Marco preferiu chamar outros desenvolvedores (da Mobelux) para fazer o app. Se o Papermill não obteve sucesso no Android – menos de 1.000 pessoas compraram – por que o Instapaper oficial se daria melhor? [Google Play via The Verge]