A Intel preparou um novo processador para quem precisa de força bruta no desktop: o Core i7 Extreme Edition tem dez núcleos, cada um rodando a até 3,5 GHz – e claro que ele não sairá barato.

>>> Processadores da Intel mudam para ciclo de três fases e deixam de lado a lei de Moore



Segundo a PC World, o novo processador Broadwell-E – o nome completo é Core i7-6950X Extreme Edition – é dedicado para jogos e geralmente roda a 3 GHz, mas tem um modo boost que chega a 3,5 GHz.

O que isso significa no mundo real? A Intel alega que o chip processa vídeo 4K e jogos até 25% mais rápido que o top de linha anterior (i7-5960X), e renderiza conteúdo 3D até 35% mais rápido. É o processador de desktop mais poderoso que você pode comprar da Intel.

São 25MB de memória cache e um TDP – máximo de energia dissipada pelo CPU – de 140 watts. Há suporte à tecnologia Intel Turbo Boost Max 3.0, que permite fazer overclock para até 3,8 GHz.

Tudo isso vai custar cerca de US$ 1.700. Há variantes mais baratas – US$ 1.100 por oito núcleos, US$ 600 por seis núcleos – mas eles não oferecem o poder bruto do processador deca-core.

Quanto essa brincadeira vai custar no Brasil? O preço oficial ainda não foi revelado, mas vale a comparação: o i7-5960X – até então o processador mais potente da Intel – custa cerca de US$ 1.000 nos EUA e entre R$ 5.000 e R$ 7.000 por aqui. Melhor preparar o cartão de crédito.

[PC World]

intel-broadwell-e-pricing-updated-100663670-orig
Imagens por Intel