As CPUs da Intel até podem ser maneiras, mas a tecnologia mais legal que a Intel está desenvolvendo não tem a ver com processadores e sim com armazenamento. Eu sei, parece monótono. Mas fazer um upgrade de armazenamento no seu computador é uma das melhores formas de melhorar a performance geral. A Intel tem uma tecnologia super interessante e que chegará aos nossos notebooks.

• A Intel alega que sua nova memória Optane vai acelerar seu computador por um baixo custo
• A memória Optane, da Intel, torna HDDs baratos tão rápidos quanto os SSDs caros

O armazenamento em questão é o Intel Optane, nós já escrevemos bastante sobre ele. Baseado em um meio de armazenamento totalmente novo conhecido como 3D Xpoint, ele pode teoricamente ser tão rápido quanto uma RAM – que esquece tudo aquilo que leu e escreveu assim que o computador desliga – mas é tão persistente quanto uma NVRAM – que mantém os dados mesmo sem alimentação de energia.

O Optane está disponível em duas formas atualmente: Optane SSDs e Optane Memory. A primeira opção é um SSD baseado na tecnologia – quando nós o analisamos em março, ficamos impressionados pela velocidade, mesmo com o preço salgado de US$ 130 (R$ 430, em conversão direta) por 113GB. A outra opção é um pouco mais animadora (nós a analisamos no ano passado). É uma coisa muito mais barata – tipo, US$ 30 (R$ 100) por uma unidade que funciona em paralelo com seu disco de armazenamento, lembrando de arquivos comumente carregados, como texturas de jogos ou bibliotecas de softwares, e os carregando mais rápido do que o seu disco conseguiria sozinho.

Em nossos testes a memória Optane em paralelo com um HDD tradicional conseguiu chegar a velocidades duas a três vezes maiores em relação a um disco rígido sozinho. Os SSDs viram um ganho menor de performance, mas às vezes ficavam duas vezes mais rápidos.

A 8ª geração de CPUs da Intel agora tem suporte para os dois tipos de Optane disponíveis. Antes, a tecnologia estava limitada para os desktops, mas agora também podem ser utilizadas em laptops. A Intel afirma também que em breve teremos suporte para utilizar o Optane com discos secundários.

Assim, você poderá colocar no seu desktop o SSD mais rápido do mercado, rodar o sistema nele e ter um HD gigante e barato cheio de arquivos, mas que ficará rápido com a memória Optane.

Por enquanto nenhuma fabricante anunciou laptops com suporte à tecnologia, mas podemos esperar o Optane aparecendo em notebooks gamers e estações de trabalho. Depois disso, a adoção começará a ficar mais generalizada – provavelmente num misto entre um componente adicional ou algo já incorporado no notebook.

O preço deve ser um pouquinho maior do que o custo de um SSD mais uma memória Optane para desktop, enquanto que os laptops com SSDs Optane deverão custar mais devido ao alto preço do armazenamento em si.

Foto: Alex Cranz (Gizmodo)