Sem avisar ninguém, a Apple lança hoje o iPad 4 no Brasil: está lá na Apple Store o “novo iPad Retina” com suas poucas novidades. Infelizmente, os preços vazados pela Saraiva não estavam corretos: houve um aumento de R$200 a R$300 em todos os modelos.

Estes são os preços do iPad 4 no Brasil:

  • iPad Wi-Fi 16GB: R$1.749 (aumento de R$200)
  • iPad Wi-Fi 32GB: R$1.999 (aumento de R$250)
  • iPad Wi-Fi 64GB: R$2.249 (aumento de R$250)
  • iPad Wi-Fi + Cellular 16GB: R$2.099 (aumento de R$250)
  • iPad Wi-Fi + Cellular 32GB: R$2.349 (aumento de R$300)
  • iPad Wi-Fi + Cellular 64GB: R$2.499 (aumento de R$200)

Você já encontra o iPad 4 na Apple Store. Ele também está disponível em lojas online, como Submarino, Americanas, Walmart e Fast Shop, que oferecem desconto no pagamento à vista.

E o iPad Mini? Por enquanto, nada de iPad Mini. Ele já foi homologado, mas não deu as caras por aqui. Ele deve ficar mesmo para 2013.

O aumento

Todos os modelos tiveram aumento em relação aos preços iniciais do iPad 3 no Brasil. Mas, como argumentamos ontem, isso não é uma surpresa tão grande.

O preço do iPad depende da cotação do dólar: afinal, as primeiras unidades devem ser importadas; e mesmo quando for montado no Brasil, as peças vêm de fora. Só que o dólar subiu desde que o iPad 3 foi lançado.

Antes do lançamento, a cotação raramente se aproximava de R$1,90, e em geral ficava bem abaixo disso. Em maio, ela já começava a aumentar. Hoje, o dólar está a quase R$2,10. É um aumento em torno de 10%. Os preços do iPad aumentaram basicamente nessa mesma porcentagem.

Mas a Foxconn não vai receber benefícios fiscais para fabricá-lo no Brasil? Sim, mas você já sabe como o efeito dos benefícios demora para aparecer nos preços – quando aparece.

E há dois fatores que talvez impeçam a baixa dos preços. Primeiro, o iPad 4 é relativamente barato no Brasil, se comparado aos preços nos EUA: ele custa cerca de 60% a mais por aqui. (Para referência, nosso imposto de importação é de 60%.) Enquanto isso, para outros produtos, a Apple costuma cobrar cerca de 100% a mais no Brasil.

E em segundo lugar, a demanda. Para que baixar o preço, se muitos se dispõem a pagar mais? É algo que funcionou com o iPhone 5: apesar do preço alto, centenas de pessoas fizeram fila para comprar.

Por tudo isso, esperávamos um aumento de preço no iPad 4. Mas um leve aumento, de R$100. O preço vai cair quando a Foxconn passar a produzir o iPad 4 no Brasil? Ou os preços altos vieram para ficar? É a pergunta que fica para os próximos meses. [via MacMagazine]

BÔNUS: Até o iPad 2 ficou mais caro! Ontem, o modelo Wi-Fi era vendido por R$1.299 na Apple Store. Hoje, ele sai a R$1.349. Em outras lojas, você o encontra pelo preço antigo. [primeira imagem por MacMagazine]