A Apple atualizou seu iPad mais barato — ou menos caro, pelos preços que a marca costuma ter por aqui no Brasil. A sétima geração do tablet ganhou uma tela maior e suporte melhorado a teclados e Apple Pencil. O preço do aparelho é US$ 329 (32 GB + Wi-Fi) nos EUA.

O novo iPad vem com uma tela maior, de 10,2 polegadas, meia polegada a mais do que a geração anterior. Ela é Retina, o que deve garantir uma boa resolução. Por dentro, ele vem com o chip A10 Fusion, o mesmo da geração anterior e que foi lançado em 2016 com o iPhone 7.

O tablet conta com suporte melhorado ao Apple Pencil — a compatibilidade com a caneta também estreou na geração anterior. Ele agora vem com o Smart Connector do iPad Pro para encaixar melhor teclados e outros acessórios.

O aparelho virá com o iPadOS 13, versão do iOS para tablets apresentada há alguns meses na WWDC. O sistema traz recursos exclusivos para iPads, que aproximam a experiência do que você encontra em um laptop. Essa, inclusive, parece ser a jogada da Apple: oferecer um iPad barato como alternativa a um notebook barato com Windows ou Chrome OS.

O iPad de sétima geração custa a partir de R$ 329. As vendas começam hoje e as entregas, nos EUA, serão feitas no fim do mês. Ainda não temos detalhes sobre disponibilidade do tablet no Brasil. No último lançamento de tablet da marca por aqui, o modelo chegou com preços que partiam de R$ 2.499.