Tecnologia

iPhone 16 Pro: novo vazamento revela visual do smartphone; confira

iPhone 16 Pro deve ser mesmo um pouco maior que seu antecessor
Imagem: Unsplash/Rerpdoução

Nos últimos meses, mais rumores sobre a próxima geração de celulares da Apple passaram a circular nas redes sociais, aumentando ainda mais as expectativas em relação ao iPhone 16. Os aparelhos devem ser apresentados apenas em setembro, mas já é possível ter uma boa ideia do que esperar.

whatsapp invite banner

Com quase 3 MIL de desconto
iPhone 15 Pro Max (256)
R$ 10.799

Além de novidades sobre a parte de software e hardware interno, visualmente eles também devem receber algumas alterações, seja no novo módulo de câmeras dos modelos básico e “Plus”, ou na mudança de tamanho das variantes “Pro” e “Pro Max”.

Uma das informações corroboradas por várias fontes diferentes diz respeito às dimensões do iPhone 16 Pro. O aparelho deve ser um pouco maior e mais largo que o iPhone 15 Pro e isso deve se refletir também no tamanho do display, que será 0,2 polegadas maior.

Com isso, ao invés das 6,1 polegadas da geração atual, ele deve contar com 6,3 polegadas. Novas imagens vazadas comparam as duas versões e reforçam que o iPhone 16 Pro será mesmo ligeiramente maior, o que provavelmente também deve interferir em seu peso.

Reveladas pelo perfil @MajinBuOfficial no X/Twitter, as fotos mais recentes colocam lado a lado os dois modelos, que têm a silhueta muito parecida, mas o da próxima geração claramente parece um pouco maior que sua versão apresentada no ano passado. As novas dimensões oficiais, no entanto, ainda não foram. divulgadas

Nova lente traseira do iPhone 16 Pro

O iPhone 16 Pro também deve receber uma atualização importante no conjunto de câmeras. O smartphone deve chegar ao mercado com um lente Tetaprism, que substituirá o sensor teleobjetivo, que na prática oferece aos usuários um zoom óptico de 5x.

A tecnologia estava presente exclusivamente no iPhone 15 Pro Max na geração anterior, mas neste ano deve chegar também à variante “Pro”. Este “upgrade” também pode acabar se refletindo no preço final do produto, que pode ser um pouco mais caro que sua versão anterior.

 

O Giz Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.
Vinicius Marques

Vinicius Marques

É jornalista, vive em São Paulo e escreve sobre tecnologia e games. É grande fã de cultura pop e profundamente apaixonado por cinema.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas