Quando um site desconhecido disse que o governo argentino baniu iPhones e BlackBerries do país, sites grandes decidiram acreditar. Afinal, a Argentina virou um dos países mais protecionistas da região, tomando medidas pesadas que atrapalham a importação. Como não seria verdade, não é mesmo? Mas a fonte estava só brincando: era Dia da Mentira.

Peraí, um Primeiro de Abril em dezembro? Pois é: na Espanha, América Espanhola e Filipinas, 28 de dezembro é dia de pregar peças nos outros, como uma forma de comemorar o Dia dos Santos Inocentes. Foi o que o Manuals.ws resolveu fazer, e sites grandes – como GSMArena, Apple Insider, PocketNow e Electronista – caíram direitinho.

A pegadinha, no entanto, tem seu fundo de verdade: o iPhone 4S ainda não foi lançado na Argentina (na América do Sul só tem no Chile e no Brasil), e encontrar iPhones por lá é difícil – só no MercadoLibre ou trazendo do exterior. Fora que as autoridades estão pressionando as fabricantes de eletrônicos a montar seus produtos no país: a pressão é tão forte que quem não produz no país simplesmente não consegue importar. A RIM, fabricante do BlackBerry, não conseguiu vender seus aparelhos no segundo semestre por lá – só 25 deles passaram pela alfândega no período.

Isso, no entanto, mudou depois que a RIM começou a fabricar BlackBerries na Argentina em outubro, fato que o site Manuals.ws resolveu ignorar no texto. E nenhuma fonte séria deu a informação de que o iPhone (ou o BlackBerry) foi banido. Da próxima vez, melhor procurar boas fontes antes de repassar “fatos” como este, internet! Mas não joguem pedras em quem se enganou: isso acontece nas melhores famílias. [The Next Web]