Após muita especulação durante o último ano, a Apple enfim anunciou seu serviço de streaming e descoberta de música: o iTunes Radio.

Trata-se de um serviço de rádio semelhante ao Pandora ou Last.fm, embutido no app Música do iOS 7 e também no iTunes para PC, Mac e Apple TV. Ele só está disponível nos EUA.

Pelo que vimos na demonstração, ele funciona mais ou menos como esperado. Você pode criar rádios automáticas escolhendo um artista, música ou estilo musical. E você pode escolher entre tocar os maiores sucessos de um artista, um modo “descoberta” para conhecer artistas semelhantes, ou um meio-termo (“mix”) entre os dois.

E quanto mais você usa o iTunes Radio (e o iTunes), mais ele sabe o que recomendar; além disso, você tem as opções “Tocar Mais Como Esta” ou “Nunca Toque Esta Música”. Ele também possui integração ao iCloud, para que suas estações de rádio sincronizem entre todos os seus dispositivos; e busca por voz com a Siri.

itunes radio siri 2

Se você gostar muito de uma música, basta comprá-la através do iTunes. No entanto, com o Radio você não pode montar suas playlists manualmente (como você faria no iTunes, por exemplo).

Ou seja, ele não parece tão interessante quanto serviços como Google Play All Access, Rdio e Deezer, para citar alguns. Ainda assim, com tantas contas iTunes ativas que existem hoje, não se surpreenda caso o iTunes Radio seja um sucesso – afinal, ele é gratuito! Como sempre, vamos reservar o julgamento final até que tenhamos a chance de experimentar o serviço.

Disponível apenas nos EUA, o iTunes Radio é gratuito com propagandas; você pode removê-las se for assinante do iTunes Match. [iTunes]

O Gizmodo Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.