Jeff Bezos deixará o cargo de CEO da Amazon entre junho e setembro de 2021 e assumirá apenas como presidente-executivo do conselho. O anúncio foi feito nesta terça-feira. Andy Jassi, chefe executivo da divisão de computação em nuvem, irá cuidar da empresa toda.

Bezos já não estava 100% no dia a dia da empresa há muitos anos — o que se intensificou durante a pandemia. “Hoje eu vejo a Amazon mais inventiva do que nunca, fazendo deste um bom momento para a transição”, disse Bezos em nota. “No papel de presidente-executivo do conselho, eu pretendo focar minhas energias e atenção em novos produtos e iniciativas que estão começando”, escreveu Bezos em uma carta aos funcionários.

Jeff Bezos vem disputando o ranking de homem mais rico do mundo com Elon Musk. No momento, com fortuna de US$ 196,2 bilhões, ele lidera o ranking dos mais ricos da Forbes.

O estadunidense de 57 anos fundou a Amazon em 1994 para vender livros on-line. Anos depois, ela expandiu a operação e se tornou a maior varejista da internet. Atualmente, a empresa vale US$ 1,69 trilhão.

Já o sucessor de Bezos, Jassy, entrou na empresa três anos após sua fundação, em 1997. A AWS, como é conhecida a plataforma de hospedagem na nuvem da Amazon que fica sob responsabilidade de Jassy, é um dos segmentos mais lucrativos da empresa.

[The New York Times]