Há um ano, a Jolla lançou seu primeiro smartphone, criado por ex-funcionários da Nokia com uma nova encarnação do MeeGo, totalmente baseada em gestos. Agora, a empresa vai lançar um tablet.

>>> Um passo a passo em vídeo pela interface de gestos do Jolla

O Jolla Tablet possui tela IPS de 7,85 polegadas e 2048 x 1536 pixels. Por dentro, temos um processador Intel Atom quad-core 64-bit, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno, expansível via microSD.

Há duas câmeras: traseira de 5 megapixels e frontal de 2 MP. A bateria tem apenas 4.300 mAh (contra 5.300 mAh no Nokia N1, por exemplo). São 8,3 mm de espessura e 384 g.

O destaque, aqui, é o software: o Sailfish OS 2.0 tem uma interface diferente, que não depende de botões – e sim de gestos. Por exemplo:

  • abra a gaveta de notificações (aqui chamada de Eventos) deslizando a partir da borda inferior da tela.
  • abra o menu de um app deslizando o dedo de cima para baixo;
  • feche um app deslizando a partir da borda superior (semelhante ao Windows 8);
  • minimize apps deslizando a partir da borda direita:

Jolla Tablet (2)

O Jolla também oferece multitarefa “viva”: quando você os minimiza, eles viram widgets que você pode controlar. Por exemplo, o widget do app Música permite pausar uma faixa; e o widget do Navegador permite abrir uma nova aba.

O Sailfish OS tem um SDK para desenvolvedores criarem apps nativos, mas ele também roda apps de Android. Ou seja, você pode baixar lojas alternativas – como a Amazon Appstore, que oferece 250.000 apps – e instalar tudo sem muito problema.

Jolla Tablet (3)

O Jolla Tablet está sendo financiado através do Indiegogo. A campanha de crowdfunding já é um sucesso, e ultrapassou a meta de US$ 380.000 em questão de horas. Esse valor é o suficiente para fabricar 2.000 unidades, segundo a empresa.

O tablet custa a partir de US$ 189 no Indiegogo, e será vendido apenas para quem mora nos EUA, União Europeia, Noruega, Suíça, Rússia, Índia, China e Hong Kong. Se você quer vê-lo no Brasil também, é possível pedir isso no fórum da Jolla.

A empresa diz que os primeiros tablets serão enviados em maio de 2015. Quando chegar ao mercado, ele deve custar US$ 249.

No último ano, a Jolla esteve concentrada em levar seu smartphone – também chamado Jolla – para mais mercados. Ele começou na Finlândia e, nos últimos meses, chegou a países como Hong Kong, Índia e Rússia. O celular sai por 349 euros (cerca de R$ 1.100). [Jolla via @stroughtonsmith]