A Amazon geralmente é referência em leitor eletrônico, sobretudo pelo pioneirismo. Isso é bom, pois incentiva que concorrentes façam aparelhos com recursos diferentes. É o caso do Kobo Aura One, um e-reader “gigante” com tela e-ink de 7,8 polegadas e capacidade para aguentar 60 minutos debaixo d’água. Quem nunca sonhou em ler debaixo da piscina, né?

Kindle Oasis: novo e-reader da Amazon é superfino e custa absurdos R$ 1.399
Nova geração do Kindle mais barato chega ao Brasil pelo mesmo preço do modelo anterior



Tirando o fato de ser à prova d’água, o e-reader tem especificações interessantes. Ele tem 6,9 milímetros de espessura, pesa 226 gramas e conta com 8 GB para armazenamento. A bateria, segundo a companhia, aguenta um mês sem precisar recarregar.

Boa parte dos leitores eletrônicos tem tela iluminada. Porém, o concorrente do Kindle agora vem com alguns recursos interessantes emprestados de smartphones para personalizar o display. O Aura One, por exemplo, detecta a luz ambiente para adequar a iluminação da tela. Outra funcionalidade emprestada dos telefones é a que muda o tom da luz após o pôr do Sol, como ocorre no recurso Night Shift em aparelhos da Apple. A ideia é conseguir ler no período da noite sem que as luzes de tom azulado tirem seu sono.

kobo-aura-one-1

Detalhe da traseira do Kobo Aura One. Crédito: Divulgação

Nos Estados Unidos, o leitor eletrônico Aura One contará com a integração com o serviço de empréstimo de livros OverDrive. Isso significa que você poderá pegar livros emprestados de uma livraria local. Lógico, não deve ter muitos títulos atuais e existe um período de empréstimo, mas já é algo que pode ajudar. Melhor que pagar o serviço de assinatura da Amazon.

O Kobo Aura One chegará ao mercado norte-americano em 6 de setembro custando US$230 — o Kindle Oasis, o seu principal concorrente, custa US$ 290 (no Brasil, o preço sugerido é de R$ 1.399). Pelos recursos, o dispositivo é claramente topo de linha e deve custar na casa dos R$ 1.000, caso seja lançado no Brasil.

A Kobo tem presença no Brasil e vende seus dispositivos pela Livraria Cultura. Segundo a assessoria de comunicação da livraria, o produto está previsto para chegar ao mercado local no 1° semestre de 2017.

Atualizado com informações sobre disponibilidade