Os iPads da Apple estão desaparecendo das prateleiras na China. O motivo: uma empresa chinesa chamada Proview está disputando o nome iPad.

A Proview registrou a marca “iPad” originalmente para um computador. Este é o iPad da Proview. Ele não se parece em nada com o iPad da Apple. E isso não importa.



O iPad da Proview é abreviatura de “Internet Personal Acess Device”. Ele tinha um grande monitor CRT, mouse, teclado, e este slogan: “O iPad do desenvolvimento constrói no sonho da tecnologia fundada espírito humano”.

Hoje em Pequim, o presidente da Proview Shenzhen, Rongshan Yang, deu uma coletiva à imprensa sobre o processo: “durante todo o caso, a Apple vem tentando evitar que a Proview tenha seu dinheiro e seus direitos”, disse Yang.

A filial da Proview Technology vendeu o nome “iPad” para a Apple, mas ano passado a Apple perdeu um processo judicial na China sobre o uso deste nome. A Proview agora está abrindo processos em diversos tribunais na China. Depois que a Apple perdeu o processo em dezembro, a Proview enviou pedidos a vários governos locais para retirarem os iPads das lojas. Eles também pediram uma ordem judicial este mês para evitar que a Apple consiga importar produtos para a China, além de exportar produtos do país. Vale notar que o iPad ainda está à venda tanto em Pequim, como em Xangai.

Aparentemente, a Proview tentou impedir a Apple de usar o nome “iPod” em 2003, porque era muito próximo à marca “iPad” que eles já haviam registrado. A Proview – que hoje é dividida em Proview Shenzhen, Proview Taipei e Proview Hong Kong – está alegando que vendeu os direitos para uma empresa de propriedade intelectual, sob a condição de que a empresa que comprasse os direitos não fabricasse produtos similares ao computador iPad da Proview – aparentemente, não poderia ser um leitor de e-book nem controlado através das mãos. Na época, a condição “controlado através das mãos” provavelmente se referia ao mouse.

A Proview Shenzhen alega que a Proview Taipei vendeu, sim, o nome iPad para a Apple, mas a empresa violou estas condições. Além disso, a Proview Shenzhen afirma que entidades separadas da Proview não podem tomar decisões contratuais em nome dela. Assim, a Apple não teria o direito de usar a marca iPad na China.

Mas não para por aí: de acordo com a agência de notícias chinesa Sina, a Proview Shenzhen decretou falência em agosto de 2010. Agora, o Banco da China aparentemente é um dos nove donos da Proview – ou seja, ela é propriedade do governo chinês. A Apple, pelo visto, está enfrentando mais do que uma pequena empresa falida – eles estão combatendo uma empresa com ligações ao governo.

?????????? [Sina]

????iPad????????????? [Sina]

iPad????? [Sina]

Foto inicial: Sina