por Felipe Ventura

A Lenovo anunciou mais de 20 novos produtos durante a feira CES, e o que mais nos interessou foi a nova linha ThinkPad X1 de laptops e híbridos, todos com Windows 10.

Vamos começar pelo ThinkPad X1 Yoga. Ele une o design clássico do ThinkPad voltado para empresas – com o trackpoint no meio do teclado, botões do trackpad na parte superior etc. – a uma tela que gira em 360 graus.

Leia mais sobre a CES 2016:
>>> Este dispositivo quer transformar seu sofá em um assento de cinema 4D
>>> Controlar o laptop com os olhos: será que agora vai?

Não é a primeira vez que a Lenovo faz algo do tipo. Ainda temos aqui um teclado Lift’n’Lock, que se retrai quando você gira a tela no modo tablet, o que permite segurá-lo de forma mais confortável. O teclado é resistente a respingos e derramamentos: caso você derrube algum líquido, basta passar um pano e secar.

lenovo thinkpad x1 (2)

As novidades estão na tela e nos materiais. Este é o primeiro laptop com uma tela OLED, e ela é incrível: as cores realmente saltam da tela, e os pretos são mais profundos do que um display LCD tradicional.

A tampa do laptop é feita de fibra de carbono, enquanto a base é composta de um composto chamado Supermag, baseado em magnésio. A Lenovo explica que esse material requer um processo de fabricação mais meticuloso, com uma pequena porcentagem de metais raros para torná-lo mais resistente.

lenovo thinkpad x1 (4)

No geral, o laptop é bem leve e parece bem resistente. O teclado é ótimo de se digitar, o touchpad é agradável ao toque – apesar de não ser clicável na parte superior – e o corpo do laptop no geral é elegante.

Há também algumas otimizações para o modo tablet. O ThinkPad X1 Yoga usa sensores para reconhecer quando você está no modo tablet e vai andando para outro lugar: ele automaticamente desliga o toque da tela, para evitar comandos acidentais, e reduz o brilho para economizar energia.

Além disso, a Levovo criou uma faixa de antenas com cerca de 1 cm na parte superior da tela, para melhorar a conectividade mesmo em modo tablet – normalmente as antenas ficam na base do laptop. Há também suporte a redes 4G LTE-A mais rápidas.

lenovo thinkpad x1 (3)

O ThinkPad X1 Yoga tem ainda mais recursos. A caneta stylus cabe no corpo do laptop, carrega a bateria com um supercapacitor – 15 minutos de carga dão 100 minutos de uso – e tem pouco lag ao desenhar na tela. E há um leitor de digitais na base para usar com o Windows Hello.

Quanto às especificações, temos aqui a opção de até Intel Core i7 vPro da geração Skylake, até 16 GB de RAM embutida, e até 1 TB de SSD no padrão PCIe NVMe (quatro vezes mais rápido que SATA).

É possível escolher entre uma touchscreen OLED com resolução 2560 x 1440; touchscreen Full-HD com painel IPS; ou tela sem toque IPS com 2560 x 1440 pixels – todas têm 14 polegadas. A bateria dura até 11 horas; são 17 mm de espessura e 1,27 kg.

lenovo thinkpad x1 (5)

Enquanto isso, o ThinkPad X1 Carbon é uma versão mais “simplificada” do Yoga. Não temos aqui um display OLED, nem uma tela que gira em 360 graus (só 180 graus).

O que temos, no entanto, é o ultrabook para empresas mais leve do mercado: ele pesa a partir de 1,2 kg, e tem 16,5 mm de espessura.

As especificações são as mesmas do Yoga: Intel Core i7 vPro da geração Skylake, até 16 GB de RAM e até 1 TB de SSD.

Temos também 11 horas de autonomia, uma caneta stylus embutida, leitor de digitais e suporte a 4G LTE-A. A base é feita de Supermag, enquanto a tampa usa fibra de carbono – daí o nome X1 Carbon.

O laptop é igualmente elegante e agradável de se usar e digitar que o Yoga, e realmente impressiona como ele é leve. Ele está disponível em 14 polegadas, com tela IPS sem toque nas resoluções Full-HD ou WQHD (2560 x 1440).

lenovo thinkpad x1 (7)

Por fim, temos o ThinkPad X1 Tablet. Trata-se de um híbrido entre laptop e tablet que adota alguns elementos do Microsoft Surface: o teclado se prende de forma magnética, tem uma dobra para ficar mais inclinado e facilitar a digitação, e há um kickstand embutido na traseira da tela.

A base do tablet é destacável e permite encaixar o que a Lenovo chama de módulos. Há um módulo dedicado a produtividade – foi o que vimos na feira – que oferece HDMI, OneLink+ e USB adicional e aumenta a autonomia em 5h.

lenovo thinkpad x1 (8)
Módulo de produtividade encaixado, e kickstand levantada

O módulo de apresentação conta com um picoprojetor que exibe uma imagem de 60 polegadas a dois metros de distância. Enquanto isso, o módulo de imagem 3D conta com uma câmera Intel RealSense.

A tela IPS de 12 polegadas tem resolução 2160 x 1440 e proporção 3:2, assim como o Surface. O teclado é bem confortável de se digitar, mesmo em um tamanho ligeiramente reduzido. O trackpad é espaçoso e confortável, e temos aqui até o clássico trackpoint.

lenovo thinkpad x1 (6)

Temos aqui um processador Core m7 vPro, até 16 GB de RAM e SSD de 1 TB. (A traseira pode ser aberta e o SSD pode ser substituído.)

A bateria dura até 10 horas (15 h com o módulo de produtividade). São 8,4 mm de espessura e 795 g (ou 13 mm e 1,1 kg com o teclado).

Ele vem acompanhado por uma caneta stylus que não cabe no corpo de laptop: ela tem um design bem semelhante à Surface Pen, e usa uma pilha bem fina para funcionar.

O ThinkPad X1 Yoga custará US$ 1.449 quando for lançado ainda este mês; o modelo OLED chega em abril. O X1 Carbon chega em fevereiro custando a partir de US$ 1.299. Enquanto isso, o X1 Tablet vai sair por US$ 899 – com teclado e caneta – em fevereiro.

Veja abaixo os principais lançamentos da CES 2016:

O Gizmodo Brasil viajou para Las Vegas a convite da Samsung.