Uma fotografia com boa composição é realmente uma questão de opinião, mas existem alguns truques que tendem a resultar em fotos melhores. É o que iremos abordar hoje.

Regra dos Terços

A regra dos terços é a regra mais simples em composição. Tudo que você tem que fazer é pegar a sua imagem e sobrepor com um grid de nove partes iguais. Isso quer dizer que você divide o espaço vertical em três partes e a parte horizontal em três partes. É mais ou menos assim  que ele irá ficar:

Geralmente você posiciona elementos importantes onde as linhas se encontram. Eis aqui alguns exemplos:

Os pontos de intersecção são onde os olhos tendem a ir primeiro, então é útil colocar o que você está fotografando em um desses pontos. As pessoas geralmente tendem a mirar no centro, mas isso é normalmente menos efetivo.

Se você achar a regra dos terços um pouco chata, tente fazer a composição usando a sequência de Fibonacci.

Perspectiva

Fotografar um modelo/objeto bem de frente muitas vezes é a escolha certa, mas você pode criar impacto visual ao mover a câmera para esquerda, direita, para cima e para baixo. Quando você fica abaixo do que está fotografando isso normalmente torna ele muito mais impactante para o observador. Já quando você o seu tema visto de cima faz com que ele pareça menor. Você pode levar isso a um extremo para um impacto mais forte, mas também é uma ótima técnica sutil para retratos. Se posicionar um pouco acima ou abaixo do que você está fotografando pode subconscientemente insinuar agressividade ou passividade (respectivamente) sem ser muito…err…óbvio.

Além disso, posicionar à direita ou à esquerda não é tão direto e pode muitas vezes fazer com que a foto pareça mais honesta e informal. Quando estiver capturando um momento, seja ele encenado ou não, tirar a foto bem de frente muitas vezes pode parecer um pouco estranho e acabar se tornando menos efetivo.

Claro, você também pode combinar elementos em posições diferentes para criar outros efeitos. Tente tirar fotografias do mesmo tema de diferentes perspectivas e veja como as pessoas as interpretam. Essa é uma boa maneira de entender os efeitos que as suas escolhas tem no resultado final.

Use formas e linhas para guiar o olho para um ponto específico

O olho do observador não acaba magicamente olhando para um daqueles pontos de intersecção do grid da regra dos terços, é apenas mais natural. Dito isto, se você tem um motivo querer guiar o olhar para outro ponto, você pode conseguir isso com facilidade ao escolher onde colocar suas formas e linhas em sua foto. Uma forma não quer dizer literalmente uma forma sem detalhes, mas no sentido de que um prédio, por exemplo, pode servir como retângulo. Estradas geralmente formam belas linhas em paisagens. Quando você estiver compondo a sua fotografia, considere as formas e linhas e para onde eles guiam o seu olhar. Se elas estiverem guiando você para fora da fotografia ou para longe do tema principal, você provavelmente irá querer considerar uma composição diferente. Deixe as linhas guiarem para onde você quer que o olhar vá.

A perspectiva pode até mesmo fazer com que uma estrada bem a sua frente pareça com um triângulo e guie o olhar para o horizonte. Qualquer que seja o caso, assegure-se de que suas formas e linhas estão levando o observador para onde você quer que ele vá.

Emoldure o que estiver fotografando com objetos

Alguma coisa em um fundo branco pode muitas vezes ser simples e eficaz se você tiver um bom tema. Se você tiver um tema chato, como uma casa comum, um fundo sem nada (como um céu limpo) não será muito atrativo. Ao invés disso, tente emoldurar o que estiver fotografando com objetos ao redor.

Foto por Dan Eckhart

Com a casa, por exemplo, usar as árvores ao redor (ou o que sobrou delas) pode ajudar. Apenas certifique-se que essas árvores não criem linhas e formas que levem o olhar do observador para longe do que você está fotografando (a casa), como previamente mencionado, mas muitas vezes elas podem ser úteis para tornar sua foto mais interessante a ajudar a levar o olhar para onde você quer que ele vá.

Faça suas escolhas por um motivo

Você não tem que seguir nenhuma das “regras” da fotografia para acabar fazendo boas fotos. O que provavelmente é mais importante é que você faça suas escolhas por um motivo. Quando você tira uma foto e escolhe onde algo fica na imagem, saiba porque você está fazendo isso. Um exemplo de quebrar as regras da imagem seria ter uma pessoa olhando para a esquerda e coloca-la na parte esquerda da foto:

Você pode escolher fazer isso porque você quer levar o olhar do observador para longe da modelo e fazer com que eles olhem para o espaço atrás da cabeça da modelo. Ao fundo, alguma coisa está acontecendo que está ligeiramente fora de foco. Você pode argumentar que isso é uma maneira de retratar uma pessoa tentando lembrar um evento passado, ou ficar perdido em pensamentos. Isso pode ou não ser a melhor maneira de passar uma mensagem, mas é um motivo para tentar quebrar uma das “regras” que você geralmente segue quando está compondo uma fotografia.

Se você está apenas tentando tirar uma foto bacana, as regras são suas amigas. Por outro lado, se você está tentando transmitir algo com a sua fotografia, descubra como você quer transmitir e componha a sua imagem de acordo com isso. Isso pode ou não envolver quebrar as regras, mas aumenta as suas chances de conseguir uma imagem atraente se você escolher uma composição específica por um motivo específico.

Isso é tudo por hoje.

N.T.: Na quinta e ultima aula o Lifehacker fez um compilado de tutoriais antigos sobre edição de fotos no Photoshop e outros programas de imagens. Se você quer aprender a melhorar a cor, a fazer alguns retoques básicos e alguns truques úteis, pode ver a seleção de links aqui (em inglês). O básico de fotografia, já foi abordado nessa aula e nas anteriores. Agora é hora de fuçar na sua câmera (mesmo aquela sua point-and-shoot surrada serve) e tentar praticar um pouco do que aprendeu.

Você pode seguir Adam Dachis, o autor desse post, no TwitterFacebook. Mas o Twitter é a melhor maneira de entrar em contato com ele.