Você não encontrará media center melhor que XBMC, que é open-source, mas a maior parte das pessoas não tem espaço nem desejo de plugar um PC barulhento à sua TV. Em vez disto, eu converti um nettop barato em uma set-top box XBMC. Eis como fazer.

Este guia detalha como transformar um nettop barato (pense em netbook para o desktop) em uma set-top box animal rodando XBMC. Ela reproduz virtualmente qualquer arquivo de vídeo que eu jogue nela com facilidade (inclusive Blu-ray ripados por streaming do meu desktop), parece minúscula perto do meu Xbox 360, consome pouca energia e é incrivelmente silenciosa.

 

Enormes auxílios a este guia nos fóruns de XBMC, que serviram como ponto de partida de boa parte do que eu fiz abaixo.

 

Você precisará de:

 

 

Acer AspireRevo: este nettop de 200 dólares vem com 1GB de RAM, um processador Intel Atom 230, disco rígido de 160GB, Windows XP (que não usaremos mesmo) e uma placa de vídeo integrada que reproduz vídeo em HD e pode transformá-lo em HDMI. Ele também vem com um pequeno teclado e mouse com fio, mas como você já está satisfeito até aqui, você não precisará de nenhum destes itens. Ah, e ele é minúsculo (outros nettops mais potentes funcionarão [como este mais irmão mais velho e mais fortinho de 330 dólares], mas este foi o mais barato que eu encontrei com os gráficos NVIDIA ION suficiente potentes para reproduzir em HD).

XBMC Live: esta é a versão Live CD do XBMC que faz boot direto para o XBMC e é estupidamente leve. Basicamente você só estará rodando o XBMC, assim o seu media center fica leve e veloz. Você encontrará o download especificamente configurado para estas máquinas NVIDIA ION nesta página, pode pegar o download direto aqui, ou baixar via BitTorrent aqui.

Um pendrive: não precisa ser enorme, mas precisará ter pelo menos 1500MB de capacidade, de acordo com o instalador. Você também deverá formatá-lo em FAT32.

Um receptor infravermelho/controle remoto Windows Media Center: este item não é estritamente necessário, mas se você quiser controlar o seu novíssimo XBMC via controle remoto, você precisará de algum controle remoto que seja suportado e tenha um recetor USB. Eu comprei este por 20 dólares porque foi o mais barato que eu encontrei (por acaso, ele também funciona que é uma beleza com o XBMC assim que eu o plugo).

Instalar e ativar o XBMC Live no seu nettop é bem fácil caso você siga alguns passos simples, então vamos começar logo.

 

Instale o XBMC Live no seu pendrive

O XBMC Live permite que você experimente o XBMC em qualquer computador a partir de um CD de boot ou um pendrive, depois instale opcionalmente a levíssuma distribuição de Linux voltada ao XBMC diretamente no seu aparelho se quiser. Como o nosso nettop não possui um drive de DVD, nós antes precisaremos instalar o XBMC no nosso pendrive.

(Existem maneiras de contornar isso. Se você tiver um drive óptico USB, você poderia queimar o XBMC Live em um disco e instalá-lo no nettop a partir dele. No entanto, o método do pendrive não é muito mais difícil que isso.)

Eis como funciona:

1. Baixe o instalador do XBMC Live com os drivers NVIDIA atualizados que vêm incluídos nesta página (link direto, link para torrent). Atualização: enorme agradecimento ao Mike e ao Aaeron por hospedarem o arquivo e criarem o torrent. É um arquivo de 341MB, então pode demorar um pouquinho.

 

2. Queime o XBMC Live em um CD

Quando o download acabar, abra o arquivo xbmc.zip. Dentro você verá um arquivo xbmc.iso — a imagem de disco do instalador do XBMC Live. Agora você precisa queimar esta ISO em um CD. Instale a nossa ferramenta predileta para esta tarefa, o ImgBurn, depois dê duplo clique no arquivo xbmc.iso e selecione Burn usando o ImgBurn (se você estiver usando Windows 7, você pode usar o seu queimador de ISSO embutido também ao selecionar “Burn disc image”).

 

3. Instale o XBMC Live no seu pendrive

Agora que você já queimou o XBMC em um CD, você está pronto para instalá-lo no seu pendrive. Para fazer isto, plugue o seu pendrive, coloque o CD do XBMC Live no seu drive de DVD e reinicie o seu computador. Se esta já não for a configuração default, entre na BIOS do sistema (para a maior parte dos computadores, aperte Delete durante a primeira tela de boot para abrir a sua BIOS) e defina o drive óptico como o dispositivo de boot primário.

(Tudo isto significa que, quando o seu computador inicializar, ele primeiro verá se existe alguma mídia de boot no seu drive óptico. Caso não haja, ele continuará a inicialização pelo seu dispositivo secundário – geralmente o seu disco rígido. Se o seu disco óptico contiver alguma mídia de boot – como o nosso CD do XBMC Live, por exemplo – ele fará boot a partir dele.)

 

Quando o XBMC Live carregar, selecione “Install XBMCLive to disk (USB or HDD)”, depois aceite a primeira caixa de comando (apertando qualquer tecla). A seguir, você passará para um prompt para selecionar o disco a usar, onde você informará o instalador que você deseja instalá-lo no seu pendrive. Tome cuidado para não selecionar o seu disco rígido, porque ele vai adorar copiar por cima do seu sistema operacional caso seja ordenado a fazê-lo. lembre-se, o seu pendrive é o disco removível. Após você selecionar o disco que você quer usar, confirme que você quer continuar e deixar o instalador fazer lá a mágica dele (levará apenas alguns minutos).

Daqui a pouco o instalador vai perguntar a você se você quer criar um arquivo de armazenagem de sistema permanente; supomos que você vá querer caso você não tenha certeza sobre instalar ou não o XBMC Live no disco rígido do seu Acer. Eu fui adiante e criei a armazenagem de sistema (apesar de instalar o XBMC Live diretamente no disco rígido no próximo passo). Quando a instalação acabar, você estará pronto para o próximo passo.

 

Configure a sua BIOS de sistema 

Você precisará dar uma mexidinha na sua BIOS de sistema para que ela funcione direito com o XBMC Live. Tire o seu pendrive, inicialize o seu Acer AspireRevo e aperte Delete na primeira tela de boot para editar a sua BIOS. Procure a entrada “Boot to RevoBoot” no menu “Advanced BIOS Features” e desative a função. Lá, defina o seu pendrive do XBMC Live como o dispositivo de boot primário (você pode redefinir o seu dispositivo de boot primário de volta para o seu disco rígido mais tarde, depois de ter instalado o XBMC Live no seu disco).

 

Agora vá no menu “Advanced Chipset Features” e mude a opção “iGPU Frame Buffer Detect” para Manual e ajuste a opção “iGPU Frame Buffer Size” para 256MB (isto está detalhado aqui; o guia diz 512, mas isto requer que você instale mais RAM – algo que talvez eu faça no futuro e detalhará com um guia caso eu o faça. O buffer de 512 ajudará você a fazer streaming de vídeos HD maiores sem soluços).

Agora que a sua BIOS está ajustada, você está pronto para testar o XBMC Live no seu Acer AspireRevo.

 

Inicialize/instale o XBMC Live no seu disco rígido 

Neste ponto você tem duas opções. Você pode reiniciar o seu Acer AspireRevo e dar boot direto no XBMC Live para brincar um pouco com ele antes de instalá-lo no seu disco rígido. Se você estiver pronto para instalá-lo de verdade, basta seguir em frente e executar a exata mesma instalação que você fez antes, só que desta vez no disco rígido do seu nettop. Quando você instalar no seu disco rígido, você também programa uma senha de sistema. Isto será bastante útil mais tarde.

 

As mexidinhas finais

Tá, por enquanto, tudo certo. O XBMC deve inicializar diretamente do seu disco rígido agora e, se você conectou o seu controle remoto do Windows Media Center, ele deverá funcionar sem problemas. Você só precisa fazer alguns ajustes para fazê-lo brilhar.

O que faz o seu pequeno nettop funcionar tão bem é que o seu processador gráfico onboard consegue lidar com todo o lance HD sem devorar o seu processador regular, então você deve habilitar isso nas configurações do XBMC. Vá em Settings > Video > Play, encontre a opção Set Render e troque para VDPAU.

 

Dependendo de como você planeja conectar a sua caixa XBMC Live à sua TV, você terá algumas coisinhas a mais para mexer. Mais especificamente:

Se você quiser usar HDMI para a sua saída de áudio, vá em Settings > System > Audio hardware, depois defina a saída de áudio como Digital. Defina o seu dispositivo de saída de Áudio como HDMI e também o dispositivo de saída Passthrough como HDMI. Por último, habilite o áudio multicanal Downmix para estéreo.

Se você estiver usando HDMI como a sua saída de áudio (eu estou, e digo que é muito bom), você precisa dar uma mexida final caso queira que a saída de áudio funcione com os sons do menu (ele funcionará perfeitamente com o vídeo sem mexer nisso, mas os sons de clique que tocam quando você mexe pelo menu do XBMC são legais de se ter). se isto se aplica a você, crie um novo arquivo de texto no seu computador comum (dê o nome de asoundrc.txt) e cole o seguinte código (novamente, este tweak animal vem deste post):

pcm.!default {
type plug
slave {
pcm "hdmi"
}
}

 

No próximo passo, eu mostrarei como copiar este arquivo para o seu nettop (um pequeno truque que também será útil para manualmente instalar plugins e copiar arquivos para o seu nettop).

 

Faça SFTP para a sua caixa XBMC

Se você quiser transferir arquivos para a sua caixa XBMC Live a partir de outro computador, você precisará arranjar um cliente FTP (eu gosto do FileZilla) e logar no seu nettop com a senha que você gerou quando instalava o XBMC Live. Para fazer isso, crie uma nova conexão no FileZilla que se pareça mais ou menos como o screenshot abaixo (o usuário default é xbmc).

Quando você estiver conectado, certifique-se de estar no diretório /home/xbmc/, depois copie o arquivo asoundrc.txt que geramos acima (aquele que você quererá usar caso esteja operando o seu áudio pela saída HDMI). Quando já tiver copiado, troque o nome do arquivo para .asoundrc, reinicie o XBMC e os sons de clique do menu deverão estar funcionando junto com a reprodução audiovisual normal de sempre.

O mesmo método de transferência por SFTP mostrado aqui será útil caso você queira manualmente instalar quaisquer plugins ou skins futuramente, ou apenas copiar qualquer mídia diretamente para o disco rígido do seu nettop (apesar de recomendarmos fazer streaming – veja abaixo).

 

Outras opções 

Como eu disse acima, você pode comprar máquinas mais caras e potentes, mas com o que gastei este nettop Acer funcionou perfeitamente. Além de melhorar o equipamento, você também pode acrescentar até 2GB a mais de RAM caso você esteja disposto (a RAM está tão barata hoje em dia mesmo). No entanto, como eu disse antes, eu não vi necessidade para isto até agora.

Eu também rapidamente troquei o skin para o MediaStream, que é o que você vê na foto no início da página. Para olhar alguns outros skins animais que você pode vir a querer aplicar à sua caixa XBMC, olhe estes cinco belos skins – ou simplesmente vá para a página dos skins principais do XBMC.

Agora que você já está com tudo configurado, você provavelmente também percebeu que 160GB não é tanto espaço assim para as suas mídias. E você tem razão. Você tem duas boas opções. A primeira é que o nettop ainda deve ter umas portas USB livres, então você pode facilmente plugar um disco rígido grande por lá. No entanto, se você puder lançar um cabo Ethernet até o seu nettop, a sua melhor opção é simplesmente conectá-lo a uma pasta compartilhada na sua rede de casa. O XBMC funciona que é uma beleza com compartilhamento Samba (pastas compartilhadas Windows usam isto).

Seja lá qual for o método que você vá usar, você só precisa acrescentar o seu espaço extra do disco rígido como uma fonte no XBMC. Você pode fazer isso com qualquer um dos itens individuais do menu (vídeos, por exemplo), ou então você pode acrescentar uma senha e um nome de usuário Samba default nas configurações para que ele possa se conectar automaticamente sem pedir por senha toda vez que você acrescentar uma nova pasta naquela máquina.

Eu poderia entrar em mais detalhes sobre como usar e extrair o máximo do XBMC (pode vir a ser um tanto difícil se encontrar no começo, mas quando você finalmente conseguir, perceberá que não é tão confuso assim). Nós já escrevemos sobre como envenenar o seu XBMC – e fazer a sua clássica máquina Xbox XBMC – e ambos oferecem uma bela ajuda neste intuito.

________________________________________

Este guia cobre com bastante detalhe um dos métodos de se montar um dedicado e silencioso XBMC media center sem ter que quebrar o porquinho, mas certamente não é a sua única opção. Se você já fez isso antes, ofereça aí nos comentários as suas dicas e sugestões. Em tempo: eu estou completamente apaixonado com o meu novo media center.