Depois de reclamar e espernear porque ainda não tínhamos acesso ao preview do Google Wave, recebemos um convite do Google Noel. Recebemos perguntas pelo Twitter; aqui estão as respostas e vários screenshots da (possível) evolução da comunicação online.

Não sou especialista no Wave, mas agora que pus as mãos no serviço tenho muito a compartilhar. Mas, antes de começar a responder às perguntas, saiba que o melhor lugar para conhecer as novidades do Wave é o vídeo de demonstração. Sério, você tem que ver esse vídeo. Se você não tiver os 80 minutos para tanto, então veja os melhores clipes do vídeo. Ah, e nossos convites pro Google Wave já acabaram!

P: Explique o Wave em 140 caracteres, por favor. Ainda não sei bem o que ele FAZ.

R: Em termos simples: Google Wave é o Gmail bombado. Imagine o Gmail, Gtalk e Google Docs numa só caixa de entrada.

P: O Wave precisa de um login do Gmail?

R: Para o preview, recebi um login novo do Google Apps em wavesandbox.com; não sei se o login do Gmail vai funcionar no lançamento do Wave. Agora é necessário ter uma conta Google para ter acesso ao Wave, mas como o protocolo é aberto e pode ser hospedado por outros servidores, é possível que uma conta Google não seja pré-requisito. Espero que seja o caso.

P: Diga um exemplo legal para usar o Wave!

R: Pessoalmente, queria muito escrever um post do Lifehacker com o Adam Pash. Taí um exemplo legal! Fora que o Wave é um chat em grupo muito bom.

P: Queria saber quais outras funções serão inclusas no Wave, e quando todos poderão ter acesso.

R: Não tenho uma bola de cristal para as funções futuras, só sei as funções que já existem, mas o Wave deve ser lançado ainda este ano.

P: Como é o Wave em termos de velocidade? Penso como ele vai funcionar no mundo real (tipo o Gmail, que às vezes tem falhas).

R: A versão preview do Wave é super rápida, você recebe instantaneamente, caractere por caractere, o que outras pessoas enviam para você. Por enquanto, o preview é bem instável, e preciso atualizar a página depois de travamentos. Só vamos saber mesmo como o Wave funciona depois que ele for lançado!

P: Você acha que o Wave é um "Facebook killer"?

R: Na minha opinião, não acaba com o Facebook, mas posso vê-lo englobando e substituindo o Gmail, GTalk e, em parte, o GDocs.

P: Como ele faz a federação com e-mail? Ou seja, já é possível criar waves customizados, e com e-mail incluso?

R: Esta pergunta sobre federação com e-mail é ÓTIMA. O Wave ainda não faz isso, até onde eu sei, mas não consigo imaginar porque não seria em breve. Segundo Rafe Needleman, os engenheiros do Wave não querem incluir federação de e-mail para mantê-lo com menos spam quanto possível. Vai ser interessante ver como essa questão se desenvolve.

P: Então isso é parecido com compartilhamento de whiteboard pelo Live Messenger e algum editor de documentos colaborativo? O que torna o Wave único, então?

R: Pois é, parece compartilhamento de área de trabalho, ou um desses editores de documento colaborativos. Mas tudo no navegador.

P: Você ficou mais cuidadosa antes de digitar, já que o recipiente pode ler tudo em tempo real?

R: Sim! A caixa de seleção que permite desligar atualizações em tempo real ainda não está ativa!

É possível criar e distribuir enquetes para os seus contatos do Wave, como exibido aqui. 

P: Já sabe quando estará disponível para as massas?

R: Se não me engano, no evento Google IO disseram que o Wave estará disponível ao público "ainda este ano".

P: Qual sua função favorita do Wave?

R: Eu adoro a edição colaborativa parecida com o SubEthaEdit (caçar cursores é divertido!); fora o Playback, que achei fantástico.

P: O Wave funciona bem no Windows e no Mac, e também em arquiteturas seguras de empresas?

R: Sim, o Wave é um aplicativo web, então só precisa de um navegador, funciona em qualquer sistema operacional. E sua sessão do Wave é encriptografada (https).

P: O Wave é muito diferente de wikis ou e-groups?

R: Não. O que impressiona e diferencia é a combinação de funções de wikis, e-mail, mensagens instantâneas, sistema de controle de versão, blogs e gerenciadores de documentos, tudo na mesma interface.

P: Você acha que o Wave vai mudar tudo na forma como interagimos uns com os outros? (É claro!) A mudança será rápida?

R: Não diria que o Wave vai "mudar tudo", mas com certeza leva comunicação e colaboração online a um outro nível.

P: Adorei as atualizações em tempo real de blogs do Wave. Talvez seja legal ver seus bloggers favoritos trabalhando em tempo real. Pro blogger deve ser meio estranho!

R: É um pouco vergonhoso saber que quem acompanha seu blog pode saber ao vivo dos seus erros crassos de digitação (mesmo se você corrigir!).Todo mundo se sente assim, mas depois de uns chats você se acostuma. É divertido ver uma mensagem surgir exatamente quando é digitada, apesar de ser menos eficiente: assistir alguém constantemente digitando demora mais que ler a mensagem pronta.

P: É possível copiar um wave em outra conversação?

R: Sim, você pode copiar um wave em um novo wave, enviá-lo para outros contatos e ter uma outra conversação.

P: Agora que você falou, como funciona a integração entre o Wave e outro produtos do Google? O Wave centraliza todos eles?

R: Ainda bem primário, mas dá pra inserir mapas, vídeos do Youtube e resultados de busca do Google em um wave. No futuro, devemos ter mais possibilidades. A integração com o Blogger também é possível, veja aqui.

P: O Wave me ajuda a caminhar por minha vida 2.0 mais rápido? Perco muito tempo, preciso de uma ferramenta centralizada…

R: Por enquanto, o Wave coloca "messaging" (e-mail e mensagens instantâneas) e colaboração de documentos no mesmo lugar, e tem mais vindo por aí com extensões.

P: Como o Wave funciona em diferentes navegadores e plataformas, como é o consumo de memória?

R: Por enquanto bom no Safari e Firefox no meu Mac.

P: Como o Wave ajuda a lidar com excesso de informação? Você prevê problemas em se chegar num "wave zero", como temos "inbox zero"? Ser em tempo real ajuda?

R: O Google Wave tem todas os mecanismos para lidar com excesso de informação que o Gmail tem: arquivar, marcadores, operadores avançados de busca. E pastas!

P: O Wave pode ser aberto em celulares?

R: Hoje, o Wave não é compatível com o navegador do Android (não testei no iPhone), mas como o vídeo de demonstração mostra, o Wave será compatível.

P: Ele é integrado com o Google Reader?

R: Não vi integração com o Reader… ainda. Como o Wave é extensível, isso me parece inevitável.

P: Em qual navegador você está testando o Wave?

R: Por enquanto testei no Firefox 3.0 e Safari 4.0, e funcionou bem nos dois (mas soube que é bem mais rápido no Google Chrome 3).

P: Receber e enviar mensagens curtas é rápido ou requer outras ações?

R: Tão rápido quanto enviar e-mail: é mais rápido se seu contato estiver online, já que ela pode ver sua mensagem enquanto você digita.

P: O Google Wave é mesmo o futuro da comunicação online?

R: Haha, não tenho bola de cristal, mas é BEM promissor!

P: Você consegue se imaginar usando o Wave todo dia?

R: Talvez seja meu encanto por ser novo, mas quando meus contatos estiverem no Wave, consigo me imaginar usando o Wave em vez do Gmail.

P: O Wave é tão rápido quanto na demonstração?

R: Sim, é tão rápido quanto na demonstração. É um momento NOSSA! Quando você vê um contato seu editando um wave.

P: Qual é a aparência da caixa de entrada? E como é a cara de um documento no Wave?

R: Veja alguns screenshots!

Nota: os screenshots não mostram tudo o que o Wave oferece, mas até eu conseguir fazer vídeos enquanto uso o Wave, dê uma olhada nas imagens.

Pena que não tenho mais convites para o Wave pra colocar vocês na versão teste; mas coloque seu nome no chapéu pra sortearem você!