Soubemos hoje que o LulzSec, grupo de hackers que basicamente declarou guerra a todos os governos do mundo, tem uma filial brasileira. E ela exibiu o seu primeiro “grande feito” agora à noite: o site da presidência da República e o brasil.gov.br saíram do ar por cerca de uma hora, no início da madrugada. Mas já voltaram.

O ataque foi organizado pelo canal do IRC da “Jangada dos Lulz” e, ao que tudo indica, se trata de um DDoS. Eu acho que tirar do ar a página da presidência, que não tem qualquer dado sigiloso por trás e estampa muito pouco além de publicidade do Governo não avança muito na tal “missão” dos hackers como foi colocada no manifesto há pouco tempo. Por ora, é uma demonstração de força, no máximo. Mas enquanto não aparecerem documentos a là Wikileaks, não estou convencido da utilidade da tática. O resultado dessa primeira investida, imagino, será uma consultoria com dispensa de licitação (por ser urgente) para “melhorar a segurança” dos sites governamentais. E mais dinheiro gasto quase à toa.

Ou talvez eu esteja sendo muito cínico e não vendo o real valor disso aqui. É o avançar da hora, talvez. O que os nobres leitores acham?