E mais uma vez a conta de luz irá subir.

Um decreto do governo publicado nesta sexta-feira (14), facilitará um empréstimo às distribuidoras de energia elétrica como forma de compensar as perdas na crise hídrica.

O empréstimo deve ter um teto de até R$ 6 bilhões, que consequentemente, irá refletir na conta de luz, ou seja: o consumir que pagará esse empréstimo.

Economizar durante esse período de isolamento é uma das tarefas mais difíceis para tantas pessoas que precisam da energia elétrica para se manterem conectados em casa ao longo do dia e também da noite, o que faz aumentar ainda mais o uso da energia elétrica.

Pensando nisso, o Gizmodo preparou 5 dicas para te ajudar a economizar energia no home office e sentir um pouco menos essas altas da conta no bolso.

1- Lâmpada de baixo consumo

O tipo de lâmpada conta bastante na conta final de gastos de energia elétrica, a primeira dica é usar lâmpadas de LED. Elas podem ser um pouco mais caras, porém consomem menos energia. É um custo benefício válido em médio prazo, por isso, sempre que puder, opte por elas, nem que seja apenas naquele cômodo que mais passa o dia com a luz acesa.

2- Use notebook ao invés do computador

Outra dica, principalmente para quem passa usar PC o dia inteiro para trabalhar, é, se tiver a opção, use o notebook ao invés do PC. Usar o computador portátil pode ajudar muito a economizar, uma vez que carregado, o notebook pode ser desligado da tomada e usado por até 4 horas apenas com a sua própria bateria, o que já alivia bastante o consumo de energia.

Estudos apontam que um computador ligado por oito horas pode gerar um aumento de mensal na conta de R$ 48,18. Já os notebooks geram um aumento de R$ 9,49 ligado no mesmo período.

3- Luz natural

Aproveitar a luz natural do ambiente também é um ótimo recurso para economizar energia. Deixe as portas e janelas abertas o máximo de tempo que conseguir para que o cômodo receba a claridade natural. Caso precise fazer uma reunião, opte por ficar em frente à janela usando a luz externa, sem ligar acessórios de luz ou a própria lâmpada de casa.

4- Cores mais claras

Pode parecer bobagem, mas a escolha da tinta também pode ser um diferencial na hora de economizar. Por exemplo, uma sala com as paredes brancas ou com tons claros faz com que o local não precise de luz artificial o tempo todo. Assim, sempre que puder, escolha cores claras e use o branco onde puder.

5- Evite o stand-by e tire os aparelhos da tomada

Os aparelhos, quando ficam em stand-by (desligado), mas com aquela luzinha vermelha acesa, mostrando que está conectado, também consomem energia. A dica é tirar da tomada se não usa com tanta frequência. Mas, se usa bastante, pelo menos durante a noite é bom tirar o máximo de dispositivos da tomada enquanto dorme.

Assine a newsletter do Gizmodo

Resultado: essa ação pode representar até 12% do consumo total do aparelho. Se você não usa o aparelho com tanta frequência, tire-o da tomada e o gasto de energia cairá.

Além dessas, também vale ressaltar que tomar banhos mais curtos, evitar deixar aparelhos como micro-ondas e ar condicionado ligados também ajuda.