Aqui no Giz nós tínhamos falado sobre uma possível decisão da Anatel de proibir a Telefonica de vender o Speedy enquanto eles não melhorassem o serviço. Pois é. Para espanto e boa surpresa do povo, aconteceu. Hoje Saiu hoje no Diário Oficial. E a Telefônica já respondeu (mais ou menos)

 

I) DETERMINAR à Telecomunicações de São Paulo S/A
que apresente, em até 30 (trinta) dias, contados da notificação desta
decisão, Plano para garantir a fruição e a disponibilidade do Serviço
de Comunicação Multimídia comercializado como "SERVIÇO SPEEDY",
nos índices contratados pelos seus assinantes(…)

II) DETERMINAR à Telecomunicações de São Paulo S/A
que suspenda a comercialização do Serviço de Comunicação Multimídia
denominado como "SERVIÇO SPEEDY", a partir da data de
notificação desta decisão até que a empresa declare que foram implementadas
medidas que assegurem a efetiva regularização do serviço
e que a Anatel a comprove;

III) DETERMINAR à Telecomunicações de São Paulo S/A
que informe aos interessados na aquisição do Serviço de Comunicação
Multimídia comercializado como "SERVIÇO SPEEDY", enquanto
perdurar a determinação contida no item "II", o seguinte: "em
razão da instabilidade da rede de suporte ao SERVIÇO SPEEDY, a
Anatel determinou a suspensão, temporariamente, da sua comercialização";

 

A Telefônica, através de sua assessoria de imprensa, respondeu. Dizendo mais ou menos que enquanto ninguém bater na porta dela com esse comunicado ela não tá sabendo de nada. Ou algo na linha:

A Telefônica tomou conhecimento, nesta segunda-feira (22/06), por meio de publicação no Diário Oficial da União, de despacho da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinando, entre outras medidas, que a empresa suspenda, temporariamente, a comercialização do serviço Speedy.
 
A empresa informa que não tem conhecimento dos termos do processo em trâmite na Anatel e ainda não recebeu cópia de seu informe e da fundamentação do ato. Por esta razão, a Telefônica aguardará o recebimento oficial para analisar o teor da decisão, considerando as implicações para seus clientes, empregados, fornecedores e acionistas, antes de se pronunciar de maneira mais ampla sobre o tema.
 
A Telefônica esclarece que a decisão da Anatel não impactará ou interromperá os serviços prestados aos atuais usuários do Serviço Speedy.
 
A Telefônica reafirma seu permanente respeito às instituições e à legislação brasileiras e à regulamentação do setor de telecomunicações.
 

No site da anatel tem a resolução completa com mais detalhes, inclusive uma interessante compilação dos motivos para tomar a decisão. Se a Telefônica descumprir essas medidas, leva multa de  R$ 15 milhões + R$ 1 mil por cada Speedy vendido nesse tempo que eles não mostrarem melhorias.

Resta esperar torcer para vermos resultado, e se isso vai se espalhar e arrumar a banda larga brasileira que é MUITO cara, e quase sempre horrivel. Você que tem Speedy, avise-nos se notar que o serviço melhorou, piorou ou ficou igual durante esse castigo da Telefônica.

UPDATE: o pessoal do G1 tentou comprar o Speedy hoje e, em 2 das 3 oportunidades, a Telefônica ainda estava vendendo. Como aparenta ser na nota divulgada pela assessoria de impresa, a Telefônica parece estar esperando que alguém leve um papel com "notificação" pra ela. A Anatel diz que publicação no Diário Oficial é notificação o suficiente. [Valeu, Marina!]