Eu disse sacar? Quis dizer sacar e transferir seu dinheiro para a conta dele! Porque existe limite de saque em caixas eletrônicos, e os robôs não vão conquistar o mundo com R$1.000 por dia. 

 

O braço STARC, da empresa brasileira HDI, esteve em demonstração semana passada na feira CIAB Febraban. O braço mecânico testa o sistema de caixas eletrônicos (ATMs) de forma automática, realizando instruções enviadas remotamente. O STARC pode testar operações de saque, consultas e transferências, por exemplo. E ele não só digita em tela touchscreen: com uma peça a mais, ele até retira envelopes e insere cartões no ATM.

O robozinho também tem um "olho" à esquerda do "dedo", que captura a imagem da tela — então ele a interpreta por OCR (mesma tecnologia de scanners) e sabe quais botões deve apertar. Também salva telas de erro com a câmera.

A ideia do robô é substituir humanos em testes repetitivos de sistemas de ATM. Então o STARC foi feito para ajudar os humanos, certo? Não se engane. Com um pouco de livre-arbítrio, este robozinho pode deixar você na penúria para financiar planos megalomaníacos de conquistar o universo. [HDI]