O modelo que desembarcará por aqui é o U8220, o mesmo que foi apresentado na GSMA World Congress de Barcelona no início do ano, esse aí da foto pequena que conseguimos (não é o protótipo apresentado na feira, que está na Cnet). Em fevereiro, TIM e Huawei já haviam anunciado a intenção de trazer um aparelho rodando Android e o Google também deixou claro que teremos "alguns" celulares com a plataforma antes de 2010, então não sabemos se esse será o único. A data que nos passaram é "antes do Natal". Como ele ainda não foi lançado formalmente em nenhum mercado, não temos resenhas para tentar avaliar alguma coisa.

Por enquanto, as especificações que temos são: tela 3,5” touch-screen (não sei se capacitivo ou resistivo), 256 MB de memória interna com espaço para memory card (não foi especificado o padrão, mas supomos ser MicroSD) de até 16 GB. Câmera 3 MP, bluetooth, Wi-Fi e o resto que você espera de um bom smartphone. A bateria terá "a maior duração de um telefone Android", o que é bem importante. De qualquer forma, é meio surpreendente a responsabilidade de um telefone do Google aparecer por uma empresa que só tem dois modelos lançados no Brasil – um modem falante mas bem normal que resenhamos.

Particularmente, acho que quem lançar um bom celular com Android por aqui tende a se dar muito bem. Vejamos: o N97, estrela da Nokia, tem sofrido duras críticas lá fora, já que (inclusive pela minha expriência com o 5800) o Symbian está se mostrando um SO não tão maduro e atrativo para celulares touch como todo mundo desejava. O iPhone 3G S será provavelmente estupidamente caro, com as vantagens e desvantagens que já conhecemos. O Windows 6.5 está demorando pra sair e sempre requer um hardware muito forte e uma interface customizada para ficar mais tragável. Enquanto o Palm Pre está sendo lançado na Europa, há indícios que a empresa fechará seus escritórios no Brasil. Será esse o momento do robozinho? Assim que tivermos mais informações e imagens adiantaremos aqui.