Foram 92 mandados de busca e apreensão que resultaram em "centenas de DVDs e HDs com material pornográfico" apreendidos. Há mais ou menos um ano agentes da PF identificaram 805 perfis suspeitos no Orkut que participavam de comunidades de troca de material de pedofilia (portanto, nem de brincadeira, coloque no seu perfil "acho minha prima gostosinha" #ficadica). Com o auxílio das denúncias recebidas pela ONG Safernet, a peneira identificou 107 alvos concretos. A partir daí, com pedido do Ministério Público, o Google forneceu à polícia mais dados sobre os suspeitos (algo como a "quebra de sigilo da Google Account). Os provedores de acesso que assinaram um acordo de cooperação com a PF também ajudaram dando mais informações sobre os titulares dos IPs que subiram fotos suspeitas. Aliás, a Polícia reclamou que se todos os provedores cooperassem mais, o número de prisões seria maior.

A idéia foi coordenar todas as ações para pegar todo mundo de suspresa. Até o fim do dia haviam sido anunciadas oito prisões em flagrante no Espírito Santo, Mato Grosso, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo. "A operação de hoje é a maior do mundo em combate à pornografia infantil em redes de relacionamentos. A operação é uma resposta do Estado ao abuso de crianças e adolescentes na internet. O Brasil não é produtor de larga escala de pornografia na internet, mas é difusor", disse Sérgio Suiama, procurador do Ministério Público Federal de São Paulo à Folha.

A lei de Pedofilia na Internet, aprovada em novembro passado, aparentemente emplacou. O curioso é que ela faz quase tudo que os que chamam a "Lei Azeredo" de AI-5 temem. Torna possível a quebra de sigilo dos e-mails, do Orkut, permite saber junto aos provedores de acesso quem subiu as fotos… Mas como o alvo são pedófilos do mal e não pessoas que baixam filmes do bem (o que também não é o foco da Lei Azeredo, diga-se), então tá tudo ok.

O assunto é sério, eu sei, mas não podia deixar de comentar: bem fraquinho esse nome para uma operação tão grande, hein? A Polícia federal brasileira tem mandado melhor recentemente em criar operações com nomes fortes. Só em 2009, meus favoritos: Operação Cinquentinha (sobre compra de votos), Viúva Negra (fraudes na Previdência) e Capitão Jack (contra piratas no porto de Santos).

[Com Folha]