Há um problema estranho afetando algumas telas Retina dos MacBooks: elas ficam com manchas nas bordas ou no meio do display, porque a camada antirreflexo se descola da superfície.

Mais de 6.000 usuários se cadastraram no site Staingate.org para reclamar disso, e quase 5.000 pessoas assinaram um abaixo-assinado pedindo que a Apple resolva esse problema de graça. Parece que isso enfim surtiu efeito!

De acordo com o MacRumors, a Apple implementou um programa de qualidade para substituir gratuitamente a tela manchada de qualquer MacBook com até três anos de uso.

O MacRumors diz que a Apple não planeja divulgar isso publicamente. Por isso, quem foi afetado pelo problema tem que levar seu MacBook a uma revendedora autorizada ou a uma Apple Store. O grupo do Facebook dedicado ao Staingate vem relatando vários casos, em diversos países, em que o suporte da Apple troca a tela manchada de graça.

O grupo também publicou uma imagem do Apple Global Service Exchange – sistema para adquirir peças de produtos da empresa – que parece confirmar o programa de qualidade:

12074764_1490222344612955_1287600663023124473_n

Em modelos do MacBook e MacBook Pro com telas Retina, o revestimento antirreflexo da tela pode se soltar ou descascar sob certas circunstâncias.

Se clientes relatarem um problema com a aparência da tela, confirme se é um problema com o revestimento antirreflexo, conforme descrito no novo procedimento de Serviço “Identificando problemas no revestimento antirreflexo em notebooks Mac com tela Retina” e substitua a tela Retina afetada. A Apple vai autorizar a cobertura dentro de três (3) anos a partir da data da compra original, ou um ano a partir de 16 de outubro de 2015, o que for maior.

Mancha no MacBook Pro Retina (1)

O problema está no revestimento antirreflexo em alguns modelos do MacBook e MacBook Pro, que pode descamar e deixar manchas terríveis. Elas podem cobrir a tela inteira, ou apenas uma parte, e parecem ser causadas pela pressão do trackpad e teclado quando o laptop está fechado.

Os usuários reclamavam do Staingate porque, às vezes, a Apple se recusava a resolver o problema dentro da garantia, afirmando que se tratava de um “dano estético” – e cobrando até US$ 800 pelo serviço. Agora, com o programa de qualidade, até mesmo quem pagou para consertar a tela fora da garantia pode pedir reembolso.

Mancha no MacBook Pro Retina (2)

Em julho, o escritório de advocacia americano Whitfield Bryson & Mason começou a reunir casos de pessoas afetadas pelo Staingate, a fim de abrir um processo judicial contra a Apple. Eles não entraram com a ação civil pública, mas a pressão adicional pode ter ajudado.

Vale lembrar que, no ano passado, o mesmo escritório de advocacia entrou com uma ação civil pública envolvendo problemas de travamento no MacBook Pro, devido ao chip gráfico da AMD. Alguns meses depois, a Apple se ofereceu a consertar os laptops afetados de graça.

[MacRumors]

Fotos por Staingate.org e Apple Support Communities