A forma avantajada pode até te enganar, mas o Mario é incrivelmente rápido. Ao ponto de sair mais veloz que o recordista mundial dos 100 metros Usain Bolt, para ser mais específico. Foi essa a conclusão de um estudo conduzido pelo brasileiro Pedro Henrique Evers, de apenas 19 anos e graduando em Engenharia de Transportes e Logística na Universidade Federal de Santa Catarina de Joinville.

Nintendo estaria prestes a, enfim, fazer um novo filme do Super Mario
Inteligência artificial recria Super Mario Bros só de ver o jogo

O artigo, desenvolvido pelo estudante junto com seu orientador, Diego Duarte, doutor em física pelo ITA e professor de física da UFSC Joinville, usou leis básicas da mecânica e teve a ajuda do programa Tracker para chegar a seus resultados e tentar determinar também se o jogo Super Mario World respeitava as leis fundamentais da natureza. A resposta para esta última pergunta, é claro, foi “não”.

Contando com a altura estimada de Mario em 1,55 metro, Evers utilizou o Tracker para fazer a medição dos deslocamentos horizontal e vertical do personagem em função do tempo. Para o deslocamento horizontal, foram levados em consideração o caminhar e a corrida de Mario, chegando-se à velocidade do herói encanador: 21,6 km/h durante uma simples caminhada e 51,8 km/h durante a corrida.

Isso faz Mario superar a velocidade do ex-velocista Usain Bolt em sua corrida recordista nos 100 metros rasos no Campeonato Mundial de Atletismo de 2009, em Berlim: 44,7 km/h. O resultado chegou a repercutir internacionalmente.

Imagem: Pedro Henrique Evers/Divulgação

Já a medição do deslocamento vertical do personagem levou à altura máxima atingida por ele: 6,8 metros, observando a distância da cabeça até o solo (ou 5,2 metros, se considerarmos a distância do solo para o pé do personagem). Ambos os valores superam, de longe, o atual recorde mundial de 2,45 metros do cubano Javier Sotomayor.

“Segunda as análises com programa Tracker, o personagem pula com uma velocidade vertical inicial de 84,6 km/h para atingir esta altura, indicando um elevado valor para a gravidade local”, escreve o autor em uma página no Mundo Nintendo, com quem o estudante fez uma parceria para a publicação do estudo.

O estudante aponta que as informações foram obtidas a partir da aplicação das leis básicas da cinemática para o MRU (movimento retilíneo uniforme) e o MRUV (movimento retilíneo uniformemente variado).

Evidentemente, com marcas tão impressionantes, Mario não pode ser deste mundo — e não é. A conclusão do estudo foi de que o jogo Super Mario World respeita as leis básicas da cinemática, mas que os dados indicam que o personagem estaria em um planeta desconhecido. Afinal, a partir da velocidade vertical inicial de seu salto, ele atingiria uma altura máxima de 28 metros, ou o equivalente a um prédio de nove andares.

“Numa viagem para o planeta Terra, o Mario seria um superatleta, batendo diversos recordes no atletismo”, conclui Evers.

[Mundo Nintendo]

Imagem do topo: Divulgação/Facebook