Depois que Nokia e Intel desistiram do MeeGo, ele ficou na UTI, nas mãos de entusiastas que querem lhe dar uma segunda chance. Mas com a Jolla, empresa formada por ex-funcionários da Nokia, o MeeGo pode chegar a novos aparelhos. IT’S ALIVE?

A Jolla é formada por ex-diretores e ex-engenheiros da Nokia, além de entusiastas do MeeGo. Um dos chefes da startup é Marc Dillon, que saiu da Nokia em maio, após comandar o MeeGo desde 2006.

A empresa diz em sua conta oficial no Twitter: “Novos smartphones #MeeGo serão criados junto a nossos parceiros industriais e investidores, e com apoio da comunidade MeeGo.” Ao The Verge, a Jolla tinha isto a dizer:

A Nokia criou algo maravilhoso – o melhor produto para smartphones do mundo. Ele merece ser continuado, e nós faremos isto junto a todas as pessoas brilhantes e talentosas que contribuem para a história de sucesso do MeeGo.

Junto a parceiros e investidores internacionais, a Jolla Ltd. vai criar, desenvolver e vender novos smartphones baseados em MeeGo. A equipe da Jolla consiste em um número considerável de engenheiros e diretores centrais do projeto, e está contratando agressivamente o melhor talento em MeeGo para contribuir na produção da próxima geração de smartphones.

A empresa não deve dar suporte a aparelhos existentes com MeeGo, como o N9, porque não é afiliada à Nokia. Mas se você queria ver o MeeGo em mais produtos, parece que seu desejo pode ser tornar realidade. Só resta saber se a Jolla vai conseguir desafiar mesmo a concorrência – será bem difícil para uma startup de hardware ganhar espaço num terreno dominado por Google e Apple. [The Verge]

Foto por Ztop