Os apps da semana para Android meio que confirmam uma tendência que já é vista há meses: os apps para a plataforma do Google estão cada vez mais bonitos. Se no início o Android sofria com apps feios, esquisitos, desde o Android 4.0 esse papo não cola mais. Duvida? Veja por si mesmo.

Gangstar Vegas (R$ 7,99): A franquia a la GTA da Gameloft para dispositivos móveis ganhou mais uma iteração, agora situada em Las Vegas. No jogo, um sandbox em terceira pessoa, você controla um lutador de MMA que acaba se envolvendo com a máfia e… bom, essa clichezada de sempre. Gráficos legais, trilha sonora bacana, muita liberdade, tudo isso a troco de 2,5 GB de espaço no seu smartphone ou tablet.


Quick Social

Quick Social (R$ 2,39): Este app coloca na área de notificações do Android atalhos rápidos para publicar em redes sociais — mais ou menos como ocorre no iOS. O Quick Social trabalha com Twitter, Facebook e Google+ (e permite mandar atualizações para as três ao mesmo tempo), tem suporte a smartphones e tablets, e é bem feitinho.


Universidade Monstros (R$ 2,18): Na onda do filme que estreia neste fim de semana no Brasil, Universidade Monstros traz dois jogos em um só, embora ambos sejam semelhantes — do tipo endless running, como Temple Run. Dá para escolher três personagens: Mike, Sulley e Squishy.


Rockmelt

Rockmelt (grátis): O Rockmelt surgiu, há alguns anos, como um navegador social: além de visualizar sites, o usuário poderia cadastrar suas contas em redes sociais e interagir com elas sem precisar recorrer à web. Agora, no Android, a história é um pouco diferente. O Rockmelt móvel é um serviço de descoberta e compartilhamento de conteúdo, com a ideia de “navegar com seus amigos”. O app é bem desenhado, mas a ideia é um tanto estranha; talvez valha uma olhada.


Hootie for Twitter

Hootie for Twitter (grátis): Apesar de ter endurecido o jogo para os desenvolvedores terceiros, vez ou outra ainda surgem novos clientes para o Twitter. O Hootie é um deles, e vem com uma proposta simplificada: ao contrário de outros apps, ele não tem zilhões de opções e refinamentos. Em vez disso, aposta em uma apresentação mais elaborada e bonita, com fotos grandes exibidas direto na linha do tempo e uma interface única.


Minus

Minus (grátis): De um serviço de compartilhamento de imagens minimalista, o Minus evoluiu para uma espécie de mistura da sua ideia original com bate-papo com estranhos ao redor do mundo. A nova versão do app reflete tal mudança, e aproveitou para reformular o visual também.


Fakeblock

Fakeblock (grátis): Se você ainda não viu a quarta temporada de Arrested Development, isso aqui não vai fazer sentido nenhum. É uma tábua que faz uns barulhos quando você toca e libera vídeos do seriado após… vários toques. “It’s a block, but is fake. It’s Fakeblock!”. Esses caras são geniais.


Kool-Aid Photobomb

Kool-Aid Photobomb (grátis): Diz aí: você sempre quis colocar aquela jarra de suco sorridente do nosso Ki-Suco em suas fotos. Esse antigo desejo de ninguém se tornou realidade com este app. Basicamente, ele insere o personagem do suquinho em fotos e permite compartilhar as fotos. É bem simples, bem bobo, quase o Dollynho da gringa, o que este app está fazendo aqui???