Já conhecemos bem o Windows 8, mas o Windows RT, a versão para processadores ARM, ainda está envolta em mistério. Menos agora, com a publicação de mais um (longo) post no Building Windows 8, blog de desenvolvimento do próximo sistema da Microsoft.

De acordo com a empresa, tablets com Windows RT terão grande autonomia. Rodando um vídeo de alta definição em loop, o tempo ligado nos primeiros testes, feitos com uma versão não finalizada do sistema, variou entre 8h e 13h. É um tempão — a título comparativo, o iPad, da Apple, promete 10h. Em standby eles conseguiram ficar até 409h longe da tomada e o mais legal é que mesmo nesse estado de baixíssimo consumo o Windows RT será capaz de realizar tarefas de rotina, como atualizações do sistema e de apps e recebimento de emails, atualizações de redes sociais etc.

No que tange a dimensões e peso, as especificações também agradam. O peso mínimo alcançado pelos parceiros de hardware da Microsoft foi de 520g e a espessura, 8,5mm; o último iPad tem 652g e 9,4mm, respectivamente.

Especificações do Windows RT.

Isso não quer dizer que todos os tablets com Windows RT terão essas especificações. Esses são os valores mínimo que foram alcançados até agora. Haverá tablets mais pesados e mais grossos, mas os fininhos e levinhos também se farão presentes.

O Windows RT será vendido atrelado a tablets, ou seja, não estará disponível à parte como a versão x86. E para quem temia que o Surface, tablet da própria Microsoft, pudesse canibalizar as vendas de modelos de outras fabricantes, não parece que será esse o caso — pelo menos não nessa primeira leva. A Microsoft confirmou, no mesmo post, que ASUS (com o já anunciado Tablet 600, na foto acima), Dell, Lenovo e Samsung lançarão tablets ARM equipados com Windows RT. [Building Windows 8 via wpcentral]