Assim como Spotify, Rdio, Rhapsody e afins, o Zune Pass é um serviço de música bem completo e que infelizmente ainda não está disponível de forma oficial no Brasil. Mas, como você já sabe, a Microsoft parece estar analisando com bons olhos a possibilidade de trazer todo seu ecossistema para cá ao lançar o Windows Phone 7. E apesar de as mudanças do sistema de hoje soarem ruins para quem já usa o Zune Pass, ela pode facilitar as coisas para nós.

As mudanças anunciadas pela Microsoft são simples: primeiro, o Zune Pass não custa mais 15 dólares mensais. O valor de 10 dólares faz mais sentido em um cenário com Spotify e Rdio com preço semelhante. Para completar, eles liberaram acesso a um bom acervo de clipes para serem assistidos via streaming sem cobrança — um YouTube dentro do Zune. E é possível sincronizar as músicas em até 4 aparelhos com o Zune. Ótimo!

O detalhe negativo que vai incomodar vários usuários é a remoção de um dos principais diferenciais do serviço: mensalmente, o Zune Pass liberava o download de 10 canções do site. Era como comprar um CD todo mês e ainda poder usar todos os dias o serviço de streaming. Com a queda do preço, talvez isso não seja mais um bom negócio para o Zune. Importante para nós é que a ausência de download pode diminuir a dificuldade de fechar parcerias com gravadoras ao redor do mundo. E isso pode aumentar as chances de o Zune Pass chegar ao Brasil. O jeito é cruzar os dedos. [Zune Insider]