Em um evento em São Francisco ontem, a dupla Wintel proclamou que, com os novos processadores e o gerenciamento de energia melhorado do Windows 7, as baterias de laptop vão durar mais, e vai haver melhora de performance em alguns programas.

Eles demonstraram o consumo de energia ao tocar um DVD em dois ThinkPads T400 com configurações idênticas, um com Windows 7 (15.6 watts) e outro com Windows Vista (20.5 watts). A bateria do que estava usando Windows 7 durou 1,4 hora a mais.

A melhoria vem de um processo chamado "timer coalescing", que deixa um dos núcleos (core) do processador dormente pelo maior tempo possível se este não estiver sendo usado.

Os ganhos de verdade vão ocorrer daqui a algumas semanas, quando chegar a linha Arandale (laptop Core i5/i7) da Intel — possivelmente dia 22 de outubro, junto com o Windows 7. O processador dual-core (baseado do "Nehalem encolhido" Westmere, de 32nm) é capaz de executar dois processos por núcleo.

Sim senhor, novembro está mesmo com cara de ser um ótimo mês para se comprar um laptop novo. [PC Mag and PC World]