Como toda empresa que tenha algum interesse na corrida por direitos, copyright, essa coisa toda, basicamente manda um punhado de pedidos de remoção de conteúdo ao Google, a Microsoft acidental e hilariamente pediu ao Google para remover o site… microsoft.com. Isso talvez seja pior que a HBO pedindo ao Google para remover o VLC dos resultados de pesquisas. Ok, isso é pior.

O pedido de remoção (e/ou auto-censura, dependendo da sua perspectiva) para o microsoft.com foi enviado pela LeakID em nome da Microsoft. O que exatamente é a LeakID? Basicamente, um braço com muito poder da máquina de censura da Microsoft. O TechDirt apurou que a LeakID provavelmente lida com todo o trabalho de pedidos do tipo para a Microsoft. O que significa que a Microsoft está usando seu próprio capanga para serviços sujos para dar conta de… si mesma. É difícil entender.

Aqui estão os sites da Microsoft que a Microsoft acha ofensivos (documento fisgado pelo TorrentFreak):

q isso 9vinha??

Como você pode ver, são seis diferentes links que estão “infringindo” os direitos da Microsoft. São links para a loja oficial da Microsoft, a página de suporte oficial, a página oficial do Office e a página principal da empresa. Nenhuma delas, como você deve ter imaginado pelo tanto de “oficial” na frase anterior, infringe coisa alguma. É como se a Coca-Cola estivesse incomodada com os comerciais da Coca Zero. Mas, nesse caso, aconteceu mesmo!

Para a sorte da Microsoft, o Google meio que ignorou o pedido e fez o favor de apontar o erro crasso vindo de Redmond. O Google manteve os links da Microsoft no buscador indicando que deixou passar batido esse pedido de auto-banimento, enquanto outros links de fato infratores (e provavelmente outros não infratores também) desapareceram.

Se a Microsoft pode acidentalmente alegar que ela própria mantém links que infringem a si mesma, sabe-se lá quantos sites e páginas já não ganharam a sentença de morte injustamente na Internet. Sabemos que você é inocente! [TorrentFreak]